PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Justiça francesa investigará insultos racistas contra Balotelli

VALERY HACHE/AFP
Imagem: VALERY HACHE/AFP

25/01/2017 17h57

A justiça francesa investigará os insultos racistas proferidos na sexta-feira passada no estádio do Bastia contra o atacante Mario Balotelli, do Nice, enquanto o clube da Córsega anunciou ter localizado um de seus autores.

A Procuradoria de Bastia anunciou que abriu uma investigação preliminar para determinar se esses insultos podem constituir um crime de incitação ao ódio racista.

O jogador, italiano de origem ganesa, afirmou após a partida, que terminou empatada em 1 a 1, que durante os 90 minutos algumas pessoas não pararam de fazer ruídos como os de um macaco.

Por sua vez, o Bastia, que antes havia questionado a versão do atleta, informou hoje que, graças às imagens da televisão, encontrou um dos torcedores que proferiu insultos durante o aquecimento do Nice. Trata-se de um homem de 40 anos, sócio do clube, que já foi expulso e proibido de entrar no estádio. A agremiação ainda pediu às autoridades que a restrição seja estendida por todo o país.

O Bastia reconheceu que é possível ver algumas pessoas imitando o animal, o que considerou uma atitude "estúpida e inaceitável", mas ressaltou que ainda não conseguiu identificar os outros.

Esporte