PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Luis Enrique lamenta "tragédia enorme" na Colômbia e pede investigação

REUTERS/Albert Gea
Imagem: REUTERS/Albert Gea

29/11/2016 12h30

O técnico do Barcelona, Luis Enrique, expressou nesta terça-feira (29) condolências pelo acidente aéreo envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense para a partida de ida da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, em Medellín, no oeste do país, com 81 pessoas a bordo.

"É uma tragédia enorme que acredito que precisa de uma profunda investigação para saber se todas as coisas foram cumpridas", afirmou o técnico em entrevista coletiva prévia à partida do Barcelona contra o Hércules, amanhã, pela Copa do Rei.

Segundo Luis Enrique, "qualquer tragédia desse tipo é um golpe enorme e mais ainda quando ocorre nesse tipo de setor".

Antes do treino da manhã de hoje, os jogadores do Barcelona fizeram um minuto de silêncio pelas vítimas da tragédia.

O acidente ocorreu na madrugada desta terça-feira, no departamento de Antioquia. O avião caiu pouco antes de pousar no aeroporto José María Córdova, nos arredores de Medellín. Havia 81 pessoas a bordo, entre eles jogadores, integrantes da comissão técnica, dirigentes, convidados do clube e membros da tripulação.

Informações ainda preliminares da Aeronáutica Civil da Colômbia indicam que há seis sobreviventes. São eles os jogadores Alan Ruschel, Neto e Jackson Follman, o jornalista Rafael Henzel, a comissária Ximena Suárez e técnico da aeronave Erwin Tumiri.

Esporte