PUBLICIDADE
Topo

Presidente do COI elogia preparação do Brasil para os Jogos de 2016

Presidente do COI, Thomas Bach, visita o gramado do Maracanã, no Rio de Janeiro - Vinicius Konchinski/UOL
Presidente do COI, Thomas Bach, visita o gramado do Maracanã, no Rio de Janeiro Imagem: Vinicius Konchinski/UOL

10/07/2014 20h16

Rio de Janeiro, 10 jul (EFE).- O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, elogiou nesta quinta-feira o trabalho que vem sendo realizado no país para que o Brasil se transforme em uma das dez maiores potências esportivas do mundo nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

"O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) está fazendo todo o possível para que o país tenha uma grande participação nos Jogos Olímpicos de 2016", afirmou Bach após uma visita à sede da entidade nacional, no Rio.

O presidente do COI elogiou principalmente o investimento feito na ciência do esporte, que considerou importante para ajudar os atletas a brilharem, e pediu para que o trabalho tenha continuidade.

"Mantenham esse trabalho para o sucesso de seus atletas. Tenho certeza que teremos uma grande celebração em 2016 e que o mundo poderá ver que o Brasil é capaz de fazer. Boa sorte", afirmou o ex-atleta alemão, que realiza nesta semana uma nova visita ao Rio para inspecionar os preparativos para os Jogos.

Apesar da preocupação expressada recentemente por alguns dirigentes esportivos sobre o atraso das obras que a capital fluminense para a Olimpíada, Bach se disse confiante que tudo será entregue a tempo e que o evento será bem sucedido, assim como, segundo ele, vem acontecendo com a Copa do Mundo.

Na primeira visita de um presidente do COI à sede do COB, o alemão teve a companhia da presidente da Comissão de Coordenação dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Nawal el Moutawakel, e pelo diretor-executivo dos Jogos Olímpicos do COI, Gilbert Felli.

A delegação foi recebida pelo presidente do organismo brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, pelo secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, por presidentes de algumas confederações e por atletas de renome, como o nadador Thiago Pereira e o jogador de vôlei Giba.

Esporte