PUBLICIDADE
Topo

Esporte

McGregor ameniza discurso e evita polêmica em última coletiva antes de superluta

Ag. Fight

23/08/2017 18h26

A encarada entre Mayweather e McGregor foi um pouco menos intensa – Diego Ribas

Floyd Mayweather Jr. e Conor McGregor fizeram nesta quarta-feira (23) a última coletiva de imprensa antes de se enfrentarem no ringue no próximo sábado (26). E, diferentemente dos outros encontros com a mídia feitos desde que a superluta foi anunciada, os astros deixaram as provocações de lado e evitaram qualquer polêmica faltando poucos dias para o duelo.

Com um discurso ameno e bem curto – assim como o de Dana White, presidente do UFC -, McGregor se limitou a garantir que teve um excelente camp de treinamento e agradeceu o apoio dos seus fãs.

“Estamos aqui faltando poucos dias, já fizemos muitas coletivas dessas. Só posso dizer que estou muito satisfeito com o meu camp, tudo foi excelente. Gostaria de enaltecer meus treinadores, estou pronto para os doze rounds. E vou acabar com esse cara. Não acho que ele dura dois rounds. Na verdade, nem um. Muito obrigado a todos. O apoio de todos ao redor do mundo é muito importante”, declarou.

Após o rápido discurso de McGregor, Mayweather também adotou a postura mais tranquila do rival, mas aproveitou para lembrar que nunca perdeu uma luta sequer em sua carreira. O americano ainda prometeu uma performance em alto nível no duelo.

“Quero agradecer a Deus, ao meu pai, a minha família, a minha equipe, a CBS. Muitas vezes nós fazemos essas coletivas e nos comportamos de determinada forma. Mas, no final das contas, estou indo competir contra alguém. O meu camp foi excelente. Para os que acham que eu não estou levando essa luta a sério, uma coisa eu posso garantir para vocês: eu posso lutar. E para eu ser invicto com 49 vitórias com mais de quarenta anos, é porque eu estou ditando algo aqui. Admiro o time do Conor McGregor. Sei que fizeram uma preparação fantástica e ele é muito duro. Quando estivermos prontos, seremos só mais dois. O melhor contra o melhor”, afirmou.

Antes dos atletas apresentarem seus discursos, Mauricio Sulaiman, presidente da WCB, anunciou que um cinturão estará em jogo no combate. Chamado de ‘Money Belt’, a peça é feita de nada menos que 3.360 diamantes, 600 safiras, 300 esmeraldas, 1,5 kg ouro em couro de jacaré. O card preliminar do evento começará às 20h (horário de Brasília) e as lutas do card principal estão previstas para começarem às 22h.

Esporte