PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cormier prega paciência em 'Caso Jon Jones' e lamenta: "Estou desapontado"

Ag. Fight

23/08/2017 00h36

Daniel Cormier e Jon Jones fizeram a luta principal do UFC 214 – Diego Ribas

Daniel Cormier, enfim, falou. Nome diretamente ligado ao caso de doping de Jon Jones, o veterano do wrestling pode reaver seu cinturão caso o americano seja condenado pelo flagra no exame divulgado na última terça-feira (22). No entanto, essa não parece ser sua grande preocupação.

Através de um comunicado oficial emitido ao site especializado MMA Fighting, ‘DC’ garantiu que não é o momento para julgar ou tirar conclusões. Vendo o arquirrival ser flagrado pela segunda vez na carreira, Cormier pareceu temer o processo de desgaste que está por vir.

“É difícil achar palavras para descrever como me sinto agora. Estou desapontado em ouvir essas notícias. É muito emocional. Nós como atletas temos que respeitar o processo e eu vou me abster de dizer muita coisa até saber exatamente o que aconteceu. Na minha mente, no dia 29 de julho, eu competi e perdi. Achei que o Jon Jones foi melhor do que eu. Não sei o que pensar agora. Não acredito que passaremos por isso de novo. Veremos o que acontecerá depois. Obrigado a todos os meus fãs que me apoiaram nesses tempos sombrios. Amo vocês”, narrou.

Caso condenado, Jon Jones poderá pegar até quatro anos de suspensão, o que garantiria a devolução imediata do título dos meio-pesados (93 kg) para Cormier, que ostentava o cinturão até o dia 29 de julho, quando foi derrotado pela segunda vez por Jones.

Esporte