PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Empresário mostra pé inchado de Holloway e lista motivos para ele não enfrentar Aldo

22/12/2016 10h59

Lesão no pé tirou Holloway do UFC 209, onde enfrentaria Zé Aldo - Reprodução

Lesão no pé tirou Holloway do UFC 208, onde enfrentaria Zé Aldo – Reprodução

Max Holloway definitivamente não enfrentará José Aldo no UFC 208, marcado para dia 11 de fevereiro, no Brooklin (EUA). E para provar que o americano não tem a menor condição física de encarar o manauara, seu empresário, Brian Butler, mostrou a imagem do pé inchado do lutador em um post nas redes sociais nessa quarta-feira (21).

De quebra, Butler ainda listou cinco “fatos” que justificam a não aceitação do seu atleta para encarar o campeão linear dos penas (66 kg) na data sugerida pelo UFC.

“Fato 1: Essa é a razão pela qual Max Holloway não poderá aparecer e lutar com Aldo em 11 de fevereiro.
Fato 2: Raio-x mostrou nova lesão no mesmo lugar onde ele sofreu sua lesão no 1º round da sua luta com o Conor.
Fato 3: Médicos disseram para não ter impacto ou treinar por seis semanas.
Fato 4: Max não sabia sobre uma potencial luta com Aldo até o Dana dizer a ele no cage e com adrenalina continuou pulando, então essa lesão não foi sentida até depois das atividades do evento acabarem.
Fato 5: Max não tem hesitação em lutar com Aldo e vai fazer isso quando ele puder”, escreveu o empresário em seu post.

A lesão de Holloway vem causando polêmica no mundo do MMA. Tudo porque José Aldo falou repetidas vezes que acreditava que o norte-americano estaria inventando desculpas para não encará-lo no dia 11 de fevereiro. Com isso, o brasileiro também garantiu que foi oferecido a ele a disputa do título interino dos leves (70 kg), o que já foi recusado por Khabib Nurmagomedov, um dos postulantes ao confronto.

Esporte