PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Boxe: Hebert Conceição vence russo e vai em busca do ouro em Tóquio

05/08/2021 04h34

Tóquio, 5 Ago 2021 (AFP) - O boxeador brasileiro Hebert Conceição passou para final da categoria peso-médio (até 75kg) nos Jogos de Tóquio, nesta quinta-feira, ao derrotar Gleb Bakshi, atleta do Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês), em decisão dividida dos árbitros (4 a 1).

Com esta vitória, o Brasil passa a ter dois representantes do boxe na disputa de medalhas de ouro nas Olimpíadas na capital japonesa, já que pouco antes do duelo de Hebert, Beatriz "Bia" Ferreira derrotou na semifinal da categoria peso leve (57-60kg) a finlandesa Mira Marjut Johanna Potkonen, medalhista de bronze na Rio-2016, em decisão unânime dos árbitros (5 a 0).

Com estes resultados, a equipe brasileira coloca pela primeira vez dois pugilistas em finais na mesma edição de um evento olímpico.

E na busca pelo lugar mais alto do pódio do peso-médio, o baiano de 23 anos vai enfrentar o ucraniano Oleksandr Khyzniak (26 anos), na madrugada de sábado, às 02H45 (horário de Brasília).

No combate desta quinta-feira, o brasileiro tinha pela frente o atual campeão mundial da categoria e até então favorito ao ouro em Tóquio. E no primeiro round, Hebert teve um pouco de dificuldades para superar as ações ofensivas do russo, que atacava com golpes na cabeça e na cintura.

Com um minuto de confronto, o pugilista de Salvador buscou cansar o adversário e passou atacar mais, o que lhe garantiu a vantagem 4 a 1 ao fim do assalto na avaliação dos juízes.

Na etapa seguinte, Hebert voltou mais ligado e agressivo, mostrando-se à vontade na luta, enquanto Bakshi tentava responder sem efetividade diante da esquiva do oponente. Passados os três minutos, os juízes decretaram mais um 4 a 1 para o atleta do Brasil.

Já no terceiro e último round, o jovem baiano administrou bem o combate, acertando bons cruzados e ganchos, e garantiu uma vitória por 3 a 2 na etapa e o placar final de 4 a 1.

"Estou muito feliz com minha classificação para final, com meu desempenho. É pouco tempo pra poder pensar e descansar. É só tirar o peso, aproveitar um pouquinho com a família, com os amigos, responder algumas mensagens, mas voltar logo para o foco, porque o ouro nunca esteve tão próximo", afirmou Hebert Conceição após a semifinal, em entrevista ao canal SporTV.

O Brasil, que chegou à capital japonesa com sete boxeadores, já conquistou um bronze com Abner Teixeira, no peso pesado. Agora, com os baianos Hebert Conceição e Beatriz Ferreira tem a chance de alcançar duas medalhas de ouro, repetindo o feito de Robson Conceição, campeão olímpico na categoria leve na Rio- 2016.

lca/fp

Esporte