PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chile reconhece rompimento de bolha sanitária na Copa América com entrada de cabeleireiro

20/06/2021 23h02

Cuiabá, Brasil, 21 Jun 2021 (AFP) - A federação chilena de futebol reconheceu neste domingo o rompimento da bolha sanitária da 'Roja' na Copa América do Brasil-2021 devido à presença não autorizada de um cabeleireiro na concentração do time em Cuiabá.

"A Federação e a comissão técnica reconhecem o rompimento da bolha sanitária da delegação com a entrada não autorizada de um cabeleireiro que, apesar de ter um teste PCR negativo, não deveria ter entrado em contato com os jogadores", disse a Federação em um comunicado publicado nas redes sociais.

A entidade indicou que "os envolvidos serão sancionados financeiramente".

'El Rey' Arturo Vidal e o zagueiro Gary Medel publicaram em suas redes sociais, antes do jogo contra a Bolívia, na sexta-feira pela segunda rodada do Grupo A em Cuiabá, fotos em que são vistos cortando o cabelo com um cabeleireiro local presumivelmente nos quartos do hotel onde a Roja está concentrada.

"Lamentamos o que causou esta situação e informamos que todos os membros da delegação tiveram um teste PCR negativo neste sábado, 20 de junho (ndr: sábado foi 19 de junho)", concluiu a Federação.

Segundo a imprensa chilena, a Conmebol vai abrir um processo disciplinar contra a federação daquele país pelo descumprimento dos rígidos protocolos sanitários previstos para o torneio no Brasil, segundo país mais atingido no mundo pela pandemia de covid-19 que no sábado superou a marca de meio milhão de mortos.

O polêmico Vidal, infectado com covid-19 no início do mês, cometeu repetidos atos de indisciplina ao longo de sua carreira.

Antes da rodada dupla em junho pelas Eliminatórias sul-americanas, a secretaria de saúde de Santiago abriu uma investigação contra o meia da Inter de Milão por violar a norma sanitária especial para atletas e determinar as circunstâncias em que ele foi infectado.

Em meados da Copa América 2015, disputada no Chile e vencida pela seleção local, um alcoolizado Vidal colidiu com um luxuoso veículo quando voltava à concentração depois de passar grande parte da noite em um cassino perto de Santiago.

Dois anos depois, voltou ao mesmo cassino com amigos e protagonizou um escândalo que envolveu a polícia, em meio à concentração da seleção chilena para uma partida oficial.

O Chile jogará nesta segunda-feira contra o Uruguai, em Cuiabá, pela terceira rodada do Grupo A.

cl/ol/aam

Esporte