PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bayern 'irritado' com anúncio de exclusão de três de seus jogadores da seleção

06/03/2019 16h16

Munique, Alemanha, 6 Mar 2019 (AFP) - A diretoria do Bayern de Munique se declarou "irritada" devido ao momento escolhido pelo técnico Joachim Löw para anunciar o fim da carreira na seleção alemã de três de seus jogadores: Thomas Müller, Jérôme Boateng e Mats Hummels.

O presidente do Conselho deliberativo, Karl-Heinz Rummenigge, e o diretor esportivo, Hasan Salihamidzic, assinaram juntos nesta quarta-feira (6) um comunicado no qual julgam "discutíveis o momento e as circunstâncias do anúncio da decisão para os jogadores e a opinião pública".

Destacando que a decisão desportiva pertence apenas ao treinador, os dirigentes do Bayern lamentaram a forma como ela foi feita. "O fato de que os jogadores tenham sido informados (...) dias antes de uma partida importante para o título do campeonato alemão contra o Wolfsburg e do crucial jogo de volta da Liga dos Campeões contra o Liverpool nos irrita", declararam.

Rummenigge e Salihamidzic indicaram que o último jogo da Alemanha aconteceu em novembro e que Löw teve muito tempo para anunciar sua decisão.

"Da mesma maneira nos surpreendeu que isto tenha ocorrido por ocasião de uma visita inesperada de Joachim Löw e de Oliver Bierhoff à sede do FC Bayern", acrescentaram Rummenigge e Salihamidzic.

Na terça-feira Joachim Löw provocou um choque na Alemanha ao ir até Munique para anunciar pessoalmente a três campeões do mundo em 2014, Müller, (de 29 anos) Boateng e Hummels, (de 30), que não voltariam a ser convocados para a seleção do país.

cpb/dhe/gh/aam

Esporte