PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Richarlison substitui lesionado Neymar e dá vitória ao Brasil sobre Camarões

20/11/2018 20h39

Milton Keynes, Reino Unido, 20 Nov 2018 (AFP) - O Brasil venceu Camarões por 1 a 0 nesta terça-feira em amistoso marcado pela lesão de Neymar nos primeiros minutos de jogo, ligando o alarme no Paris Saint-Germain a oito dias do decisivo confronto contra o Liverpool pela Liga dos Campeões.

A Seleção se deparou com um grande problema logo aos 7 minutos de jogo em Milton Keynes, nos arredores de Londres, quando Neymar pediu para sair ao acusar dores na coxa direita depois de arriscar uma finalização da entrada da área.

A saída do camisa 10 pareceu desestabilizar o Brasil, que sofreu para criar chances de perigo e só conseguiu marcar o gol da vitória em cobrança de escanteio que Richarlison, substituto de Neymar em campo, cabeceou colocado aos 44 minutos de jogo.

Vindo de cinco vitórias desde a eliminação na Copa do Mundo para a Bélgica, o Brasil de Tite seguiu realizando testes na equipe, de olho na Copa América do ano que vem que será organizada em casa.

E assim como havia sido na vitória sobre o Uruguai (1-0) no amistoso de sexta-feira, os destaque foram Richarlison, autor do gol e das jogadas mais perigosas, e Allan, que havia estreado com a amarelinha diante dos uruguaios e voltou a fazer partida sólida no meio de campo.

- Richarlison aparece -Na equipe titular, Tite fez seis mudanças em relação ao time que sofreu para criar jogadas de perigo contra o Uruguai, iniciando a partida com Allan ao lado de Paulinho no meio, além de Willian na ponta direita do ataque. Na defesa, Pablo e Alex Sandro também tiveram a oportunidade de sair jogando de início.

Mas o plano foi por água abaixo logo no início do jogo assim que Neymar se machucou ao cortar para a direita e arriscar um chute de fora da área.

Richarlison ganhou assim a missão de substituir Neymar, jogador que vinha sendo praticamente a única válvula de escape e de criação ofensiva do Brasil nos jogos pós-Copa.

Sem seu capitão, a Seleção voltou a mostrar a velha falta de criatividade para chegar ao gol de Camarões, que se contentava em assistir aos brasileiros tocarem a bola de um lado para o outro do campo em busca de um lampejo que insistia em não se apresentar.

Coube a Richarlison salvar o primeiro tempo brasileiro. Aos 44 minutos, o ex-jogador do Fluminense subiu mais alto que a zaga africana e cabeceou colocado uma cobrança de escanteio para abrir o placar.

- Ondoa segura -Na segunda etapa, Tite seguiu testando peças numa Seleção brasileira em que poucos parecem ter um lugar assegurado. E Gabriel Jesus, titular inquestionável até a fraca atuação na Copa do Mundo, sabe bem disso. O atacante entrou no segundo tempo no lugar de Firmino e não pecou por omissão.

Muito motivado, Jesus foi responsável pelo lance de maior perigo no segundo tempo, quando aproveitou uma saída estabanada do goleiro camaronês Ondoa e mandou a bola na trave.

Nos minutos finais, Camarões, treinado pelo ex-jogador Clarence Seedorf, partiu ao ataque em busca do empate e exigiu boa defesa de Ederson em chute de Ekambi, mas também deixou mais espaços atrás que o Brasil não soube aproveitar.

Nos minutos finais, Ondoa apareceu para não deixar a Seleção ampliar, defendendo chutes perigosos de Allan, Gabriel Jesus e Richarlison à queima-roupa.

Esporte