PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasil tranquilo em rodada das eliminatórias com clássico Uruguai-Argentina

29/08/2017 13h45

Montevidéu, 29 Ago 2017 (AFP) - Com a vaga garantida para a Copa do Mundo de 2018, o Brasil vai receber o Equador pelas eliminatórias sul-americanas, nesta quinta-feira, sem a pressão pela busca da vaga e com a cabeça no planejamento para a preparação do Mundial.

Para o técnico Tite, a competição já começou. O que está em aberto é a briga dos jogadores por uma das 23 vagas na relação de atletas que vão para a Rússia buscar o hexacampeonato. O duelo contra os equatorianos vai ser na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, às 21:45h pelo horário de Brasília.

Embalado e com Neymar solto em campo, Tite deve fazer testes. É a primeira partida do craque pela seleção desde que trocou o Barcelona para defender o Paris Saint-Germain, em transação histórica de 222 milhões de euros.

Além do camisa 10, Philippe Coutinho chegou á concentração como jogador do Liverpool e pode sair como nova contratação do Barcelona. O jogador se recuperou das dores nas costas e deve ser utilizado por Tite.

Diferentemente dos brasileiros, a Argentina está em situação complicada para conseguir a classificação. Atualmente na quinta posição com 22 pontos, atrás de Colômbia (2º, com 24 pontos), Uruguai (3º/23 pts) e Chile (4º/23 pts), a seleção liderada pelo craque Lionel Messi ainda tem pela frente o clássico contra Uruguai nesta rodada.

Colômbia e Chile também entram em campo como favoritos na busca pela vaga. Além disso, os chilenos, atuais bicampeões da Copa América, podem respirar mais tranquilos com a confirmação da vitória sobre a Bolívia.

Nesta terça-feira, o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) confirmou a perda de pontos dos bolivianos nas partidas contra Peru e Chile, devido à escalação irregular de Nelson Cabrera.

O jogador nascido no Paraguai não cumpria os requisitos para ser convocado e escalado pela Bolívia e a Fifa definiu que as partidas teriam resultado de 3 a 0 para os adversários. Dentro de campo, os chilenos haviam empatado sem gol com os bolivianos, enquanto o Peru havia perdido por 2 a 0.

- Clássico -Liderados pelos companheiros de Barcelona Messi e Luis Suárez, Argentina e Uruguai vão disputar um dos clássicos mais importantes do mundo com muito em jogo.

A partida ainda vai ser marcada pela estreia oficial do novo técnico Jorge Sampaoli no comando da Alviceleste. A Argentina está na perigosa zona de repescagem, mas os jogadores vêm de excelente rodada na Europa.

Messi marcou dois na vitória contra o Alavés, assim como Mauro Icardi no triunfo da Inter de Milão sobre a Roma. Com os três gols do jovem Paulo Dybala na virada da Juventus sobre a Genoa, os três atacantes da equipe somaram sete gols nu último fim de semana.

O camisa 10 e capitão foi responsável por quase todos os pontos da seleção nas eliminatórias. Contra o Uruguai, Messi vai poder dividir a pressão com Dybala e Icardi em grande fase.

Já os uruguaios contam com o matador Edinson Cavani, em grande forma ao lado de Neymar no PSG, mas ainda torcem pela presença de Suárez, que se recupera de lesão e não é presença garantida.

No entanto, a equipe caiu de rendimento e perdeu os últimos três jogos e a recuperação pode começar justamente diante dos grandes rivais do Rio da Plata, no estádio Centenário de Montevidéu.

- Chile respira com o TAS -O Chile pode encarar o Paraguai mais tranquilo, depois da decisão favorável do TAS para que a equipe mantenha os dois pontos conquistados após empate sem gols com a Bolívia.

A boa notícia veio acompanhada de um novo escândalo envolvendo a estrela Arturo Vidal, que participou de festa em um cassino perto de Santiago. Para além da indisciplina de um dos principais jogadores, o Chile precisa focar para não deixar a vaga escapar.

Para isso, nada melhor que fazer pontos em casa. Mas do outro lado está o Paraguai, sem grandes estrelas mas com uma estrutura defensiva que dá trabalho aos rivais.

- Falcao em alta -A Colômbia vai enfrentar a já eliminada Venezuela, que já pensa no Mundial do Catar, em 2022. Para conquistar os pontos, a seleção colombiana conta com Radamel Falcao García em grande fase, depois de fazer 7 gols nas primeiras quatro rodadas da Ligue 1.

A equipe depende apenas de si para garantir vaga na Copa da Rússia. Se vencer a partida nesta quinta, vai receber o líder e já classificado Brasil no dia 5 de setembro, em Barranquilla, com cada vez mais chances de conquistar a vaga.

A Venezuela, depois do surpreendente vice-campeonato mundial sub-20, na Coreia do Sul, já pensa no novo ciclo para melhorar o desempenho no futuro.

Por outro lado, o Equador começou as eliminatórias no topo e diminuiu o ritmo, ocupando a sexta colocação, com 20 pontos. Se quiser a vaga, não pode desperdiçar oportunidades. Já o Peru, com 18, espera que os pontos garantidos pela TAS possam ajudar o time a voltar ao Mundial. Os peruanos não disputam a competição desde 1982.

Esporte