PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Tenista detida junto com Djokovic viveu 'sensação de estar em um filme'

Renata Voracova ficou detida em hotel de Melbourne e não pôde disputar o Aberto da Austrália - REUTERS/Loren Elliott
Renata Voracova ficou detida em hotel de Melbourne e não pôde disputar o Aberto da Austrália Imagem: REUTERS/Loren Elliott

Do UOL, em São Paulo

11/01/2022 13h20

Impedida de entrar na Austrália para jogar o Australian Open, a tenista tcheca Renata Voracova afirma ter sentido como se vivesse em um filme durante os dias que passou detida na cidade de Melbourne.

"Não posso dizer que foram maldosos comigo, mas eu não estava preparada para a maneira como tudo aconteceu. Senti como se estivesse em um filme de ação", afirma Voracova, em entrevista publicada pelo site tcheco Idnes.

Aos 38 anos, ela foi barrada no Aeroporto de Melbourne ao tentar entrar na Austrália sem estar vacinada contra a covid-19. A tenista diz não ser contra a vacina, apenas não teria tido tempo de receber a imunização depois da temporada 2021 pois testou positivo para a doença em dezembro.

A situação de Voracova foi bastante semelhante à do sérvio Novak Djokovic: ambos não se vacinaram, mas viajaram ao país com uma "exceção médica" concedida pela organização do Australian Open. Ela decidiu voltar para casa após ter o visto cancelado; ele apelou da decisão e conseguiu reverter a decisão em uma audiência.

"Muitas práticas na quarentena eram desconfortáveis: é preciso relatar cada passo, por exemplo, e me senti um pouco como se estivesse presa. O pior foi quando me disseram que meu visto seria cancelado, porque meu advogado havia me dito que eu tinha todos os documentos necessários", diz Voracova.

Enquanto aguardavam as decisões das autoridades australianas, ela e Djokovic ficaram detidos no mesmo hotel em que vários imigrantes ilegais ficam "hospedados" em Melbourne -um local com goteiras, mau cheiro e comida ruim. Voracova está de volta à República Tcheca, enquanto Djokovic se prepara para o Australian Open que começa na segunda-feira (17), mas ainda é investigado no país e pode até ser preso.

Tênis