PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Erika Dias, ex de Dinei, faz BO de agressão; ele nega acusação

Dinei ao lado de Erika Dias - Instagram
Dinei ao lado de Erika Dias Imagem: Instagram

Leandro Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

13/09/2021 17h28Atualizada em 13/09/2021 23h46

Erika Dias, ex-esposa de Dinei, ídolo do Corinthians, fez um boletim de ocorrência acusando o ex-jogador de agressão no último domingo (12). A informação foi publicada na tarde de hoje pela coluna de Fábia Oliveira no jornal O Dia e confirmada pelo UOL.

Segundo o relato de Erika, a agressão aconteceu após a participação de Dinei no Camarote FielZone, na Neo Química Arena. O ex-jogador teria se desentendido com ela por não querer permanecer no local no momento de uma homenagem da bateria da Gaviões da Fiel. A mulher tentou fazê-lo mudar de ideia, mas eles acabaram discutindo. Dinei negou as acusações.

"Ele queria sair no meio da homenagem, e eu falei que era chato. Ele achou que eu queria continuar lá para ver alguém. Viu coisa onde não existia. Ele sempre foi ciumento, mas dessa vez ele passou do ponto, mais do que o normal. Fui tentar ir embora e ele me segurou, foi onde ele acabou me machucando. Com essa forma que ele me segurou pelos braços, estou com o braço roxo, o corpo um pouco dolorido", disse Erika ao UOL.

"Fui pra casa. Ele chegou às 4h30 da manhã, tentando derrubar a porta. Ele queria arrombar a porta pra entrar. Aí eu chamei a polícia. Não tinha mais como ficar nós dois no apartamento. Peguei minhas coisas e saí. A policial me escoltou para que nada mais acontecesse comigo. Agora preciso voltar para pegar o restante das minhas coisas. Já fiz o B.O., estou com a medida protetiva.", acrescentou ela, que foi orientada a fazer o B.O. on-line.

Questionada se essa situação já havia ocorrido outras vezes, Erika disse que sim. "Só de segurar pelo braço, essas coisas. É a primeira vez que faço B.O.", finalizou.

Ao UOL, Dinei negou as acusações e disse que Erika "simulou uma situação". "Não aconteceu nada. A polícia veio aqui. Ela disse que eu tinha arrombado a porta, não arrombei porta nenhuma, minha casa está intacta. A sargenta entrou aqui e eu disse que só queria que ela fosse embora da minha casa. Só isso", disse Dinei.

"O delegado lá na DP 32 não quis fazer nada. Aí o que a pessoa fez: armou para mim. Ela simulou uma situação, a polícia veio aqui e ela foi embora pra casa dela. Primeiro ela falou que eu a agredi no FielZone, não deu nada. Depois a polícia veio aqui, se eu tivesse feito alguma coisa, teriam me levado", acrescentou.

Erika e Dinei estavam juntos desde agosto de 2020.

Esporte