PUBLICIDADE
Topo

Jornalista Lúcio de Castro vence processo trabalhista contra a ESPN Brasil

Lúcio de Castro trabalhou na ESPN Brasil entre 2010 e 2016 - Reprodução
Lúcio de Castro trabalhou na ESPN Brasil entre 2010 e 2016 Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

01/03/2020 04h00

Conhecido jornalista que trabalhou entre 2010 e 2016 na ESPN Brasil, o repórter Lúcio de Castro venceu o canal esportivo na Justiça do Trabalho. O jornalista e historiador pediu o reconhecimento do vínculo empregatício e pagamento de horas extras, férias, décimo terceiro, além de outros direitos trabalhistas previstos. O processo correu no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região.

O jornalista não pediu exatamente uma indenização fixa, e o processo não previu um valor exato a ser pago. O processo correia desde 2017, e Lúcio de Castro conseguiu vitórias em primeira e segundas instâncias. No entanto, em todas, a ESPN Brasil recorreu.

A última movimentação processual ocorreu em 5 de fevereiro. O Tribunal aceitou parte dos embargos de declaração (quando uma empresa pede esclarecimentos da decisão jurídica), mas salientou que a sentença foi mantida em sua totalidade.

O TRT-1 esclareceu que a emissora esportiva da Disney precisava pagar Lúcio de Castro referente a férias com 1/3, FGTS com indenização de 40%, valores correspondentes à indenização adicional, participação nos lucros, vale alimentação e abono anual entre os anos de 2010 e 2015, quando foi reconhecido o tempo de vínculo empregatício entre o jornalista e a ESPN Brasil na Justiça.

A decisão cabe recurso em esferas maiores da Justiça Trabalhista, como o TST (Tribunal Superior do Trabalho). Procurada, a ESPN Brasil afirmou que não comentará o assunto. A reportagem tentou contato com Lúcio de Castro via e-mail, mas não obteve êxito.

Lúcio de Castro trabalhou na ESPN Brasil e fez parte de um dos programas mais lembrados pelos telespectadores antigos do canal esportivo: o Bate- Bola. Lúcio fazia parte do elenco junto a nomes como João Carlos Albuquerque, o Canalha, Paulo Vinícius Coelho e Mauro Cezar Pereira.

Na ESPN, Lúcio de Castro também produziu o premiado documentário "Histórias de Chumbo", que mostravam as ligações das ditaduras latino-americanas nos anos 1970 com o futebol. Além da ESPN Brasil, o jornalista trabalhou na Globo, no SporTV, além do jornal "O Globo" e "Jornal do Brasil".

Esporte