PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Michael Jordan lamenta morte de Kobe: "Era como um irmão menor para mim"

Kobe Bryant com Michael Jordan  - Reuters
Kobe Bryant com Michael Jordan Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/01/2020 20h55

Após diversas celebridades e atletas de destaque do basquete mundial se pronunciarem sobre a trágica morte de Kobe Bryant, foi a vez de Michael Jordan falar sobre seus sentimentos quanto à notícia que abalou o mundo esportivo neste domingo (26).

"Eu estou chocado com as trágicas notícias de que Kobe e Gianna nos deixaram. Nenhuma palavra consegue descrever a dor que estou sentindo agora. Eu amo Kobe - ele foi realmente como um irmão menor para mim. Nós tínhamos o costume de conversar bastante, e eu vou sentir falta dessas conversas por muito tempo. Ele era um grande competidor, um dos maiores que esse esporte já teve e tinha uma força criativa. Kobe também foi um incrível pai que amou intensamente seus familiares - e sentiu grande orgulho pelo fato de sua filha ser apaixonada pelo basquete. Yvette se junta a mim para desejar muita força e condolências para Vanessa, para o Los Angeles Lakers e para os torcedores e praticantes de basquete ao redor do mundo", lamentou Jordan.

Os dois atletas estão no seleto grupo dos maiores jogadores de basquete da história, com grandes conquistas pessoais e coletivas. Enquanto o ex-jogador dos Bulls venceu seis vezes a NBA, Kobe teve cinco troféus, se tornando um dos maiores símbolos do Los Angeles Lakers.

O astro morreu hoje (26) em um acidente de helicóptero em Calabasas, cidade da região metropolitana de Los Angeles, nos Estados Unidos. A aeronave caiu em uma área descampada, por volta das 9h45 do horário local (3h45 de Brasília). Segundo a polícia do condado de Los Angeles, a queda foi seguida de um foco de incêndio

Segundo a ESPN americana, a viagem era para um compromisso esportivo de Gianna, filha de Bryant que também estava no helicóptero: eles estariam a caminho de um jogo de basquete da menina na Mamba Academy, localizada na cidade Thousand Oaks, a 30 quilômetros do local do acidente

Esporte