Topo

Argentino continua nadando mesmo após fim da prova dos 1500m livre no Pan

Franco Cassini, da Argentina, seguiu nadando mesmo com o fim da prova - Reprodução
Franco Cassini, da Argentina, seguiu nadando mesmo com o fim da prova Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

10/08/2019 15h02

Uma cena curiosa marcou as séries classificatórias da natação dos Jogos Pan-Americanos na tarde de hoje (10). O argentino Franco Ivo Cassini não percebeu o fim da prova dos 1500 metros livre e continuou nadando mesmo depois de já ter completado a distância na piscina.

Sem notar que a prova já havia encerrado, Cassini nadou mais 100 metros. O porto-riquenho Christian Bayo acabou confundido pelo adversário e também seguiu em ação, mas percebeu o engano logo na sequência.

Após a prova, Cassini reagiu com bom humor e disse não ter escutado o sino que indica os últimos metros da prova.

"Não escutei a campainha, não vi nada e segui nadando. É a primeira vez que me acontece, é algo estranho", disse o argentino ao SporTV.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Apesar do momento bizarro, Cassini teve o melhor tempo da série no Pan, com 15min44s15. Ele também competiu na maratona aquática em Lima e terminou e sexto; Bayo foi o segundo na série de hoje.

Essa não é a primeira vez que um argentino protagoniza um momento inusitado nas piscinas. Em junho deste ano, Delfina Pignatiello bateu o recorde sul-americano dos 800 metros livre, mas de uma forma bem peculiar: esquecendo de tirar os fones de ouvido antes da prova. Ela está em Lima e foi campeã nos 400 e 800 metros livre (desta vez, sem os fones). A nadadora tem chance de nova medalha hoje, na final dos 1500 metros livre.