Topo

Esgrima leva bronze inédito no Pan, sob efeito de título mundial histórico

Bia Bulcão foi derrotada na semifinal no Pan de Lima - Washington Alves/COB
Bia Bulcão foi derrotada na semifinal no Pan de Lima Imagem: Washington Alves/COB

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Lima (Peru)

05/08/2019 20h06

O maior feito da história da esgrima brasileira ecoa nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Na noite de hoje (5), Bia Bulcão chegou à semifinal do torneio feminino do florete e conseguiu o melhor resultado do país em Pans com nessa categoria, ainda no primeiro dia de competições.

Mesmo com a derrota para a supercampeã norte-americana Lee Kiefer, Bulcão garantiu a medalha de bronze, até então inédita entre as mulheres na categoria, já que a modalidade não tem disputa pelo terceiro lugar. Um resultado que dá sequência ao momento positivo da modalidade, depois de Nathalie Moellhausen se sagrar campeã mundial com a espada em julho.

"Acho que foi muito importante (a vitória da Nathalie Moellhausen). Eu estava lá. Não assisti à final pessoalmente, vi pela TV, porque eu jogava no dia seguinte. Foi muito emocionante. Ela trabalhou tanto e motivou muita gente para correr atrás 'do nosso' também. É bem legal isso", disse a esgrimista.

Bia Bulcão fez o que pôde. Na semifinal, perdeu para a atual campeã mundial da categoria e detentora do título do Campeonato Pan-Americano (não confundir com os Jogos Pan-Americanos) desde 2010. "É uma medalha inédita. Primeira medalha do florete feminino em Pan. Foi bem especial. Sei quanta gente queria ganhar essa medalha."

Pouco mais tarde, Lee Kiefer confirmou o favoritismo e conquistou o ouro. Ela bateu a canadense Jessica Zi Jia por 15 a 10 na decisão.

Nathalie Moellhausen chega a Lima como o principal nome da esgrima nacional. Ela joga na espada feminina na próxima quarta-feira (7), a partir das 12h (horário de Brasília).

A esgrima rendeu cinco medalhas ao Time Brasil em Toronto-2015. Uma de prata, no florete masculino por equipes, e quatro bronzes, um conquistado justamente por Moellhausen.