PUBLICIDADE
Topo

Petrobras afirma não ter previsão de desapropriar terreno de Orlando Silva

Do UOL Esporte

Em São Paulo

18/10/2011 16h52

A Petrobras divulgou uma nota nesta terça-feira em que afirma não ter previsão de desapropriar terrenos na região de Sousas (SP), por onde passam dutos de sua propriedade. A nota vem depois de o UOL Esporte ter publicado reportagem, nesta terça-feira, informando que o ministro do Esporte, Orlando Silva, adquiriu um terreno de 90 mil metros quadrados em Campinas por onde passam dutos da empresa petrolífera. O pagamento, no valor de R$ 370 mil, foi feito à vista, por meio de um cheque administrativo (em que o banco emissor garante o pagamento).

ORLANDO SILVA COMPROU À VISTA TERRENO SOBRE DUTO DA PETROBRAS

  • Google Maps/Arte UOL

    Em agosto de 2010, Orlando Silva comprou à vista, por R$ 370 mil, um terreno no distrito de Sousas, em Campinas (SP). Pela área de aproximadamente 90 mil m² passa um duto de gás da Petrobras.

Conforme mostra a reportagem, documentos da Petrobras mostram que há planos para mudanças nos dutos localizados no Estado de São Paulo, gerando alto risco de desapropriação. Um funcionário do condomínio Colinas do Atibaia, onde fica a propriedade, disse que a equipe de uma empresa que trabalha para a petrolífera esteve lá recentemente.

Avisou que os primeiros terrenos à esquerda da portaria passarão por uma desapropriação parcial. O objetivo é evitar riscos de contaminação. O sítio do ministro é justamente o primeiro do lado esquerdo.

Em sua nota, a Petrobras afirma também manter com o ministério do Esporte uma relação institucional igual à que sustenta com as outras pastas federais.

Leia a nota na íntegra:

"Em relação às matérias publicadas na imprensa, envolvendo a sua faixa de dutos na região de Souzas (SP), a Petrobras esclarece que não existe previsão de desapropriação de terrenos na área. A Companhia ressalta que mantém com o Ministério dos Esportes a mesma relação institucional que mantém com os demais ministérios."

Esporte