PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-judoca holandesa morre no México após explosão em casa onde vivia

Kim Akker morava no México por causa de compromissos de trabalho - IJF/Divulgação
Kim Akker morava no México por causa de compromissos de trabalho Imagem: IJF/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

10/07/2019 14h35

A ex-judoca holandesa Kim Akker morreu no último domingo depois de uma explosão ocorrida dias antes na casa em que ela vivia, em Playa del Carmen (México). A informação foi confirmada ontem pela Federação Internacional de Judô (IJF), após publicações de diversos países divulgarem a notícia.

A principal suspeita é de um vazamento de gás no imóvel onde Akker morava. A ex-atleta chegou a ser levada a um hospital com queimaduras de terceiro grau, mas morreu após uma semana em coma. Além dela, o técnico britânico Tony MacConnell também faleceu em decorrência do incidente.

Campeã holandesa em 2015, 2016 e 2017, Kim Akker havia se aposentado do judô por causa de lesões. Segundo a imprensa europeia, ela vinha morando no México por compromissos de trabalho.

A IJF, em nota, expressou "profundas condolências" a familiares e amigos de Kim Akker e Tony MacConnell.

Esporte