PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Golfista diz que escondeu ser gay com medo de perder patrocinadores

Stacy Revere/Getty Images
Imagem: Stacy Revere/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/12/2018 12h43

As discussões sobre a homofobia no esporte ganharam um novo símbolo nesta terça-feira (11). A golfista Mel Reid, que disputa a elite do golfe profissional (a LPGA, circuito profissional feminino de golfe), falou abertamente sobre a sua sexualidade ao Athlete Ally, entidade sem fins lucrativos com o objetivo de tornar o esporte cada vez mais inclusivo com a comunidade LGBT. A jogadora afirmou que fez isso apenas aos 31 anos por receio em relação aos patrocinadores.

"Protegi minha sexualidade por um longo tempo porque acreditava que precisava ajudar a minha carreira e conseguir mais patrocinadores. Mas, eu fiquei me perguntando se essas empresas me apoiariam e gostassem que eu as representasse não sendo meu eu autêntico", justificou a golfista, antes de dar um recado definitivo sobre o assunto.

"Há apenas um de você no mundo, então seja a melhor versão de você mesmo e tenha orgulho de quem você é", acrescentou Mel Reid, seis vezes campeã do tour europeu e agora embaixadora da Athlete Ally.

Reid afirmou que já havia comentado sobre sua homossexualidade no tour e que recebeu apoio em demasia das outras atletas. "O circuito foi muito acolhedor e é raro que alguém tenha problemas com a sexualidade do outro ou demonstre isso", comentou a competidora, que, no entanto, teme enfrentar barreira em alguns países em que atua.

"Infelizmente ser gay é ilegal ou totalmente desaprovado em alguns países que jogamos. Mas sempre tive bons amigos ao meu redor e que me apoiaram, por isso nunca me deparei com grandes problemas na carreira", encerrou Reid, que recebeu apoio de outras atletas e personalidades do esporte nas redes sociais.

A golfista passou a disputar a elite da modalidade no ano passado e ocupa atualmente a 253ª posição do ranking mundial. Ela conquistou cinco títulos no circuito europeu e seu melhor resultado em 2018 foi o nono lugar no Marathon Classic, torneio disputado em julho.

Esporte