PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com 3 touchdowns e 421 jardas, Bryce Young lidera Alabama na final da SEC Conference

05/12/2021 11h39


#3 Alabama Crimson Tide (12-1) e #1 Georgia Buldogs decidiram no Mercedes Benz Stadium, casa do Atlanta Falcons, da NFL, a final da SEC Conference de 2021. O jogo aconteceu nesse último sábado (4). E a equipe de Nick Saban dominou a melhor equipe do país, vencendo com muita tranquilidade a partida por 41 a 24. O lendário treinador chegou ao seu 10ª título na sua 11ª aparição na final.

O cara do jogo
Bryce Young doutrinou com 421 jardas, recorde da final, três passes para touchdown e mais três corridas para mais 40 jardas e outra ida a end zone.

Mais destaques
Jameson Williams teve sete recepções para 184 jadas e dois touchdowns. John Metchie III saiu machucado no fim do primeiro tempo, mas brilhou com seis recepções para 97 jardas e uma ida à end zone. Na defesa, Jordan Battle conseguiu uma pick six no segundo tempo.

Por Georgia...
Stetson Bennett jogou dois tempos completamente distintos. No primeiro, ele teve três passes para touchdown e no segundo ele sofreu duas interceptações que praticamente mataram as chances de Georgia seguir bem na final. O tight end Brock Bowers foi a principal arma do ataque com 10 recepções, 139 jardas e um touchdown. Darnell Washington e Ladd McConkey foram os outros jogadores a entraram na end zone para os Buldogs.

O JOGO
?Nas primeiras campanhas da partida, as defesas levaram a melhor forçando punts. Georgia abriu o placar na decisão da SEC Conference na segunda ida do seu ataque a campo. Após um passe de oito jardas de Stetson Bennett para Adonai Mitchell, os Buldogs conseguiram uma sequência de três corridas com Zamir White movendo as correntes até a linha de 39 do campo ofensivo. Bannett conseguiu sua primeira big play do clássico com um passe de 18 jardas para o tight end Brock Bowers. Porém, a defesa dos Crimson Tide apareceu muito bem com Dallas Turner com um sack de 10 jardas que forçou a melhor equipe do país a ir para o field goal de 38 jardas com Jack Podlesny: 3 a 0.

Os Crimson Tide devolveram a bola mais uma vez, e Georgia voltou a movimentar o placar. Mesmo com as costas completamente contra a parede na linha de 3 jardas, por uma penalidade de false start, Bennett mostrou toda a sua força no braço para tirar seu ataque do buraco. Primeiro, ele completou um passe de 16 jardas para Jermaine Burton até a linha de 21. Um pouco depois, o quarterback de Georgia soltou o braço para a conexão de 22 jardas para John Fitzpatrick até a linha de 45 do campo ofensivo.

Já no fim do primeiro quarto, foi a vez de George Pickens receber um torpedo de 37 jardas até a red zone na linha oito jardas. Na primeira jogada do segundo quarto, Bennett completou um passe tranquilo por cima da defesa de Alabama para Darnell Washington. Touchdown: 10 a 0.

A equipe de Nick Saban respondeu em menos de um minuto com o touchdown. Em uma terceira descida para duas jardas, na própria linha de 33, Bryce Young acertou um lindo passe para Jameson Wilson. Ele capturou a bola numa rota hook e engatou a quinta marcha, correndo 67 jardas até a end zone: 10 a 7.

Alabama segurou o ataque de Georgia forçando o punt e rapidamente o ataque estava novamente em campo. Os Crimson Tide começaram novamente em uma situação delicada com um holding, colocando uma primeira para 20 na linha de 10.

Porém, Bryce Young tirou um coelho da cartola e acertou um belo passe de 40 jardas para John Metchie III, no meio do campo. Depois completou 23 jardas para Williams até a linha de 27. Brian Robinson Jr recebeu um "passe de peito" de Young após o quarterback se livrar da blitz para o running back conquistar 13 jardas. A virada veio um pouco depois com John Metchie. Ele recebeu um passe de 13 jardas no canto da end zone. Virada em Atlanta: 14 a 10.

Alabama ampliou a vantagem em uma campanha longa de 12 jogadas e mais de cinco minutos de posse com um chute de 33 jardas de Will Reichard. O lance aconteceu após Young não conseguir completar um passe para Brian Robinson: 17 a 10. Mas a unidade defensiva não colaborou para manter a liderança. Primeiro, a defesa cometeu um holding na linha de 25, dando 10 jardas de graça para os Bulldogs. Depois, Bama fez duas interferências de passe e a bola foi posicionada já na linha de 44 do campo de ataque. Kenny McIntosh correu 12 jardas, movendo as correntes e o touchdown veio com uma recepção de 32 jardas de Ladd McConkey. Ele contou com bons bloqueios que deram caminho aberto para a end zone: 17 a 17.

Os Crimson Tide novamente se encontraram em uma situação delicada na campanha. Em uma terceira para 10 jardas, na linha de 38 do próprio campo, Bryce Young achou mais uma vez Metchie para uma recepção de 23 jardas. O wide receiver só foi parado na linha de 39 do campo dos Bulldogs. A campanha por muito pouco não terminou bem para Bama, depois que Young sofreu um fumble. O próprio quarterback se recuperou e deixou as chances de sair de campo com pontos viva. E foi o que aconteceu logo depois. Ele acertou um passe de 14 jardas para Slade Bolden e, por fim, o próprio correu 11 jardas até a end zone: 24 a 17.

Alabama começou o segundo tempo com uma perda de peso em seu arsenal ofensivo. John Metchie III lesionou a perna antes do intervalo e não voltou para a continuação da decisão. Ele deixou a partida com seis recepções, 97 jardas e um touchdown. Porém, a perda do wide receiver não afetou tanto. Isso porque, em apenas 1:50, Young, na linha de 45 do próprio campo, acertou um passe em profundidade de 55 jardas para Jameson Williams anotar seu segundo touchdown: 31 a 17.

Georgia vinha fazendo uma ótima primeira campanha avançando o campo com Bennett. Ele conseguiu duas big plays. Um passe de 15 jardas para Jermaine Burton e já no campo de ataque outro passe, dessa vez de 12 jardas para Brock Bowers. O quarterback ainda tirou os Bulldogs de uma situação delicada com uma corrida de 14 jardas em uma terceira para 15. Mas já na red zone, saindo do pocket, Bennett tentou um passe na direção da end zone e DeMarcco Hellams, com uma ótima cobertura, fez a interceptação.

A defesa segurou o ataque dos Crimson Tide salvando a barra de Stetson Bennett, que teve mais uma chance de liderar Georgia na possibilidade diminuir a diferença na decisão da SEC. O quarterback chegou a sofrer um sack para perda de 11 jardas, aplicado por Phidarian Mathis. Todavia, Bennett recuperou as jardas perdidas para conquistar o first down.

Depois, Kenny MnIntosh apareceu com uma corrida de 12 jardas para mover as correntes. O running back fez mais uma corrida de 7 até a linha de 20. Porém, Stetson Bennett, nos segundos finais do terceiro quarto, tentou dois passes incompletos para Brock Bowers na end zone. O tight end não fez a captura. A equipe de Georgia foi para a quarta descida, mas sofreu o turnover on downs.

Depois de um punt dos Crimson Tide, os Buldogs sofreram seu segundo turnover seguido. Bennett tentou um passe pelo meio para Zamir White, mas o quarterback foi interceptado por Jordan Battle que retornou para a end zone: pick six, 38 a 17. Georgia respondeu na sequência com Brock Bowers dominando a campanha. Foram duas jogadas chaves. A primeira, uma recepção de 31 jardas para o first down. E depois, uma de 18 jardas com uma corrida espetacular quebrando três tackles até chegar à terra prometida: 38 a 24.

Alabama, na campanha seguinte, matou o jogo gastando o relógio com a fórmula mais correta possível: correndo com a bola. Com o tempo correndo, Georgia foi obrigado a queimar todos os seus tempos. A equipe dos Crimson Tide colocou mais três pontos no placar com Wil Reichard, convertendo um chute de 41, maior marca da carreira, para fechar a decisão da SEC em 41a 24.

Futebol