PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Polícia identifica três participantes de emboscada ao atacante Diego Tardelli

16/09/2021 15h51


A Polícia Civil já identificou três agressores que participaram da emboscada ao jogador Diego Tardelli, após o jogo Santos x Athletico, pela Copa do Brasil, em Santos, na última terça-feira, na Vila Belmiro.

Os agressores se apresentarão nesta sexta-feira, 15 horas, no 2º Distrito Policial, em Santos. A própria Torcida Jovem do Santos colaborou para identificar os criminosos e informou que eles serão expulsos do quadro associativo da entidade.

Diego Tardelli revelou em suas redes sociais ter sido vítima de uma emboscada na última terça-feira. Ele foi seguido por outros carros e ameaçado por torcedores, além de ter o carro chutado por algumas pessoas. Ele fez Boletim de Ocorrência na quarta-feira.

Nesta quinta, em entrevista coletiva, o executivo de futebol do Santos, Mario André Mazzuco, falou sobre o caso.

"Importante deixar claro para o torcedor santista que a gente dissocia totalmente a torcida do Santos desse ato cometido por bandidos, criminosos. Isso não é torcida do Santos, assim como aqui ou qualquer clube do Brasil esse tipo de ação não remete ao papel do torcedor no seu clube e o papel do torcedor é comemorar as vitórias como o Santos entregou ao longo da sua história e protestar, reclamar nos momentos ruins como a gente está passando. Esse tipo de ação, de forma alguma, a gente aceita. No mesmo momento que isso aconteceu colocamos as autoridades para cuidar dessa situação, criminosos serão identificados e vão sofrer a penalização da ação criminosa que eles cometeram. Qualquer tipo de emboscada, perseguição, ameaça física, depredação a gente não tolera. Não só o Santos, ninguém deve tolerar, nenhum clube de futebol ou empresa. Tardelli tem o total apoio do Santos, um cara fantástico, um ser humano muito especial e não é a toa a carreira que ele tem. Todo suporte está sendo dado, as autoridades estão cuidando desse caso e espero que não tenha mais casos como esse e se houver serão tratados como crime. Espero que o futebol fique dentro de campo e fora de campo com a torcida apoiando e criticando quando tem que criticar dentro dos limites necessários para uma boa convivência."

Futebol