PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Chamusca fala sobre a atuação dos estreantes e explica substituição de Ronald: 'Pediu para sair'

08/03/2021 00h12


O Botafogo terá um importante compromisso logo na segunda semana de temporada. O clube de General Severiano medirá forças com o Moto Club pela primeira fase da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, no Maranhão. O duelo, em formato eliminatório, será em jogo único, com o Alvinegro tendo a vantagem do empate.

Após a vitória por 3 a 0 sobre o Resende, neste domingo, pela 2ª rodada do Campeonato Carioca, Marcelo Chamusca explicou a situação dos jogadores que estrearam em relação à minutagem pensando no confronto da competição nacional.

- No nosso planejamento em relação aos jogadores que estrearam, demos uma minutagem menor para o Ronald, o único regularizado. A ideia hoje era jogar apenas 60 minutos, mas ele sentiu. Tomou uma pancada e pediu para sair. A substituição foi médica. O Pedro Castro, pelo tempo de inatividade, programamos 60/70 minutos, e também planejamentos dar um pouco de minutagem ao Zé Welison, que estava lesionado - afirmou.

O único jogador que esteve em um patamar diferente em relação aos demais, na visão de Chamusca, é Jonathan, que já vinha atuando regularmente pelo Coritiba antes de assinar com o Botafogo.

- Em relação ao Jonathan, era a manutenção do atleta. De todos os atletas, era o estava na melhor condição. Estava na Série A, fez um jogo há 10 dias, está em uma condição muito boa, sustenta muito bem o jogo. A ideia era ele jogar os 90 minutos, até para ele criar entrosamento. Fiquei satisfeito com a performance física com todos eles. Se fazia necessário a gente dar necessário dar ritmo a eles - completou.

Futebol