PUBLICIDADE
Topo

Luxemburgo comanda treino uma semana após receber alta de cirurgia

03/07/2020 18h13

A novidade o treinamento do Palmeiras desta sexta-feira foi Vanderlei Luxemburgo. O técnico já esteve presente na Academia de Futebol ao longo da semana, mas, agora, pela primeira vez comandou um trabalho, orientando os jogadores nos exercícios técnicos realizados em dois períodos.

O treinador de 68 anos de idade volta completamente à ativa somente uma semana depois de receber alta hospitalar. Há oito dias, Luxemburgo passou por cirurgia para retirada da vesícula, deixando o hospital na última sexta-feira. Por conta de sua idade, o técnico, assim como o preparador físico Antônio Mello, recebe monitoramento especial do clube, mas trabalha sem restrições.

Ainda minimizando os riscos de contágio por conta do coronavírus, o elenco voltou a ser dividido em dois grupos, alternando-se nos trabalhos no gramado. Todos, contudo, realizaram as mesmas atividades: pela manhã, cobrança por pressão na saída com poucos toques na bola. À tarde, ocorreram exercícios de ataque contra defesa e finalizações.

O auxiliar Maurício Copertino, que vinha comandado as atividades técnicas na semana, também acompanhou de perto os trabalhos desta sexta-feira. Enquanto o elenco principal treinava, o grupo de apoio formado por garotos do sub-20 fez um treino físico em outro campo.

- Voltamos a trabalhar. Fizemos todos os testes e desde o dia 1º retornamos aos treinamentos. Voltamos a ter contato com a bola, mesmo que ainda um pouco distantes da realidade do futebol. Ainda temos distanciamento entre os jogadores, eles utilizam a máscara fora do campo. O Palmeiras está seguindo à risca tudo que é determinado - comentou Luxemburgo, que estará presente na atividade programada para a manhã deste sábado, na Academia de Futebol.

- Os jogadores estavam ávidos para voltar. Sentimos a alegria nos treinamentos, a felicidade de estar no Palmeiras treinando no dia a dia. Vamos trabalhar bastante para que possam acontecer coisas boas. Os jogadores estão dispostos e vamos trabalhar para isso. O torcedor está junto com a gente para que tenhamos conquistas importantes - completou o técnico.

O Palmeiras teve cinco casos de COVID-19 entre os 30 atletas do plantel, todos assintomáticos. Um dos contaminados foi descoberto no teste de segunda-feira e está afastado. Há duas semanas, outros três também tiveram a doença, mas já estavam recuperados. Um jogador, contudo, não participou das avaliações físicas da semana passada por estar contaminado, mas se recuperou e tem trabalhado no centro de treinamento desde segunda-feira.

O clube mantém a estratégia de não revelar os contaminados. Como já faz desde a semana passada, não divulgará as imagens de todos os jogadores presentes nas atividades na Academia de Futebol, para que não se desconfie de quem está ausente. Os primeiros testes também indicaram que um funcionário do clube, que não faz parte do elenco, teve a COVID-19 antes da reapresentação, mas se recuperou. Agora, outros dois estão afastados.

Futebol