Topo

Futebol


Após liberação de Talles, do Vasco, Santos pede explicação à CBF por 'Caso Rodrygo'

17/08/2019 17h13

O Santos, em nota oficial, cobrou uma posição da CBF pela liberação do atacante Talles, do Vasco, da Seleção Brasileira sub-17. A diretoria santista lembrou do 'Caso Rodrygo', quando o agora ex-jogador do Peixe não foi liberado pela entidade nacional., em junho.

Na ocasião, Rodrygo havia sido convocado para disputar o Torneio de Toulon, na França, pela equipe sub-23, assim perdendo os últimos quatro jogos do Santos antes da parada da Copa América. O Peixe não quis liberar, pois preparava uma despedida ao Menino da Vila contra o Corinthians, além de pensar que a competição não era tão importante.

A vontade da diretoria santista era de liberar Rodrygo para estar entre os relacionados para as partidas oficiais da Copa do Brasil e Brasileirão, mas o STJD deixou claro que puniria o clube caso esta ideia acontecesse. O Alvinegro chegou a pedir a desconvocação do jogador, mas nenhuma entidade acatou.

No caso de Talles, o presidente do STJD, Paulo César Salomão Filho, liberou o jovem para o duelo contra o Flamengo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A justificativa foi pela convocação ter acontecido fora do período da Data Fifa.

Confira a nota oficial do Santos:

"O Santos Futebol Clube vem a público manifestar incompreensão diante de clara contradição envolvendo o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e o caso do atleta Talles, da equipe do Vasco da Gama.

Convocado para um compromisso de Base da Seleção Brasileira fora da data Fifa, assim como o agora ex-atleta Rodrygo, do Santos FC, Talles, que não foi desconvocado, recebeu prontamente do STJD respaldo para que não haja punição em eventual escalação no Campeonato Brasileiro.

Rodrygo, na ocasião convocado para defender a Seleção Sub-23, sequer teve o mérito de seu caso analisado, apesar de o recurso ter sido solicitado com bastante antecedência. O diferente tratamento nos dois casos beneficiará o atleta vascaíno, que poderá jogar o clássico contra um rival, mas prejudicou o Peixe também diante de um rival, o Corinthians, além de ter contribuído para uma eliminação na Copa do Brasil.

Situação semelhante ocorreu também com o atleta Kaio Jorge, que, quando não desconvocado, ficou impedido de ser relacionado para os jogos do Santos FC no Campeonato Brasileiro.

O Peixe aguarda esclarecimentos da alta corte desportiva quanto a este evidente juízo de valor com relação às duas agremiações"

Mais Futebol