PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Quero ser o centroavante do Santos": jovem se anima com elogio de Sampaoli

Atacante de 17 anos tem 19 partidas e dois gols marcados pelo Santos como profissional - Ivan Storti/Divulgação
Atacante de 17 anos tem 19 partidas e dois gols marcados pelo Santos como profissional Imagem: Ivan Storti/Divulgação

25/12/2018 06h00

Aos 17 anos, Yuri Alberto está empolgado com o que lhe espera no Santos em 2019. O Menino da Vila foi elogiado pelo técnico Jorge Sampaoli em sua coletiva de apresentação, no Museu do Futebol, e prometeu trabalhar dobrado para conseguir brigar por uma vaga entre os titulares da equipe na próxima temporada. Para o garoto, Sampaoli é um dos melhores do mundo.

"Fico feliz com as palavras do Sampaoli na chegada. Tenho certeza que vou aprender muito com ele, que é um dos melhores treinadores do mundo. Posso dizer que ganhei uma nova motivação e inspiração ao saber que ele já me conhece. Tenho ainda mais certeza que 2019 será meu ano", ponderou Yuri.

Frequentemente, o garoto tem publicado em suas redes sociais vídeos nos quais aparece treinando, seja na praia, seja na academia em Santos. Yuri Alberto foi promovido em 2018 ao time principal, mas passou por uma fase de maturação e ainda não conseguiu se firmar como titular.

"Estou muito focado e com isso, entro muito confiante para a temporada. Quero ser o centroavante do Santos, vou retribuir a confiança e corresponder dentro de campo", completou.

Durante sua coletiva de apresentação, Sampaoli fez questão de citar o garoto mesmo sem ter sido questionado especificamente sobre ele. O argentino fez uma análise de tudo o elenco do Peixe em 2018 e concluiu que o atacante tem potencial de evolução grande. Está nos planos para 2019.

"Analisamos muito o elenco do ano anterior, mesmo em pouco tempo. Yuri Alberto nós vemos jogar e tem grande potencial para analisarmos dentro do campo. Não é só o individual, mas com companheiro, como melhora com outro. Cada jogador que chegue ao clube precisa ter características compatíveis. De nada serve trazer um centroavante que não se relacione com os extremos", relatou o treinador santista.

Esporte