PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cuca agradece por aprendizados e faz alerta para Santos ter um bom 2019

24/11/2018 23h07

Na noite desde sábado, o técnico Cuca concedeu sua última entrevista coletiva na sala de imprensa da Vila Belmiro e já falou em tom de despedida, agradecendo pelos aprendizados à frente do Alvinegro no segundo semestre da temporada. O treinador lamentou ter passado os últimos jogos sem os reforços estrangeiros, período no qual saiu da briga por uma vaga à Libertadores, e fez um alerta para o próximo ano do Peixe.

- O aprendizado aqui foi muito grande. Morei praticamente na Vila. Teve umas rusguinhas que fazem parte. Sou chato, sei disso. O Peres sabe. mas nunca fui chato para mim, mas sim para melhorar para o Santos. Por isso ele me entendeu. Que o próximo técnico seja chato também - disse, e completou:

- Fico muito triste em ter que fazer isso, mas é da vida. Temos que encarar com força e fé, fazer o procedimento e ficar bom logo - lembrando do problema no coração que o tirará do clube no próximo ano.

O treinador fez um alerta à diretoria santista, que perderá não só os seus trabalhos, mas também não terá Gabigol, cujo contrato se encerra no fim do ano e não será renovado. Dodô ainda tem permanência incerta e Renato já confirmou sua aposentadoria dos gramados, atuando na parte executiva do clube.

- Santos vai precisar de referências, não vai contratar muitos jogadores identificados, um ou dois. Conversei com o Bryan, o Sánchez e o Derlis quando eles voltaram de viagem e disse que eles vão precisar exercer uma liderança maior ainda do que já têm no ano que vem - citou o treinador, lembrando da falta que os estrangeiros fizeram:

- Sentimento de gratidão e lástima por não ter podido contar com jogadores como Sánchez e Derlis, que tem qualidade e fazem falta. Quando não pudemos contar com eles, não conseguimos manter o mesmo nível de jogo - finalizou.

Esporte