PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Vacinado' com o Mineirão, Felipão busca 1ª virada na volta ao Palmeiras

26/09/2018 10h00

Dono de 76% de aproveitamento desde que reassumiu o Palmeiras (dez vitórias, dois empates e duas derrotas), Felipão volta nesta quarta-feira ao Mineirão, agora para enfrentar o Cruzeiro em busca de uma vaga na final da Copa do Brasil. Depois de perder por 1 a 0 no Allianz Parque, o time alviverde tentará virar uma desvantagem pela primeira vez desde o retorno do ídolo.

Há quatro anos, Luiz Felipe Scolari também jogava uma semifinal no estádio em Belo Horizonte (MG), quando sofreu sua mais dura derrota, pela Seleção Brasileira: o 7 a 1 para a Alemanha, na Copa do Mundo.

O acachapante resultado veio depois das dúvidas sobre quem substituiria Neymar, então lesionado. O técnico preferiu manter o time ofensivo com Bernard em vez de jogar mais protegido com Paulinho, e acabou com o resultado que sepultou a campanha do quarto lugar brasileiro naquele Mundial.

Este não será o primeiro jogo do treinador no Mineirão: logo depois da Copa, sob o comando do Grêmio, Felipão duelou na arena com o Cruzeiro pelo Brasileirão de 2014 e perdeu por 1 a 0. Desde então, o pentacampeão mundial admite a relevância do revés sofrido com a Seleção, mas considera que o 7 a 1 não diminui sua carreira.

Agora no Palmeiras e em alta, o chefe já passou aos seus jogadores que não quer o time atacando "na loucura". Ainda que precise vencer o jogo para ter chances de chegar à final, ele sabe bem que pode ser punido por contragolpes se der espaço demais na capital mineira.

A solidez defensiva tem sido uma marca nestes quase dois meses de trabalho. Em 15 jogos (contando a partida em que Paulo Turra substituiu Felipão, suspenso), o Palmeiras sofreu apenas quatro gols. Até por isso, esteve em poucas situações para tentar virar um placar.

Na derrota por 1 a 0 para o Cerro Porteño (PAR), na Libertadores, o time vinha da vantagem construída com os 2 a 0 no Paraguai. Contra o Bahia, pelo Brasileiro, o Verdão buscou o empate na Fonte Nova. Estas foram as outras duas partidas com o atual técnico que o Palmeiras saiu atrás, além do jogo contra o Cruzeiro.

Agora, o Verdão precisa buscar uma virada para manter-se vivo em todas as competições que disputa. Como o gol fora de casa não é critério de desempate na Copa do Brasil, qualquer vitória por diferença mínima levará a decisão aos pênaltis. Para avançar diretamente, o time de Luiz Felipe Scolari precisa de um triunfo por pelo menos dois gols de diferença.

Esporte