PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em semana política decisiva, Santos vai anunciar patrocínios e parcerias

25/09/2018 06h00

A semana no Santos segue movimentada. Um dia depois do presidente José Carlos Peres pedir publicamente a renúncia de seu vice, Orlando Rollo, o clube deve anunciar mais patrocínios e parcerias para o programa Sócio Rei. Nesta terça-feira, no CT Rei Pelé, o presidente estará acompanhado do executivo de comunicação e marketing do clube, Marcelo Frazão, para apresentar a renovação de contrato por um ano com a cerveja Brahma, da Ambev.

O anúncio, porém, não será o único a ser feito pela direção do clube. Na quarta, na sede do Google, em São Paulo, será a vez de anunciar a parceria com o Waze, aplicativo de mapas e rotas, que beneficiará o associado santista. Vale destacar que na última semana o clube anunciou o aplicativo da Redegol para facilitar a compra de ingressos.

Encabeçado por Frazão, o marketing do clube tem feito um trabalho considerado muito bom no Peixe. Além dos novos parceiros, o Santos já se acertou com Philco, Orthopride, Unicesumar e Km de Vantagens durante a temporada, além do acordo com a Umbro e a renovação com a Caixa, a patrocinadora máster do clube.

Nesta semana, uma camisa autografada por Pelé foi enviada a Kylian Mbappé, campeão do mundo com a França e craque do Paris Saint-Germain, a foto do jogador de 19 anos com a camisa do Santos rodou o mundo e gerou ótima repercussão nas redes sociais. Neymar também postou uma foto com o uniforme completo do Peixe, da época em que ainda era criança, dando sinais de uma reaproximação com o clube.

Mesmo com a guerra instaurada, Peres e Rollo concordam no que diz respeito à eficiência do trabalho do marketing. O vice chegou a dizer que não irá mexer no departamento caso assuma a presidência. O impeachment de Peres será votado pelos associados neste sábado, em Assembleia Geral, na Vila Belmiro.

Portanto, a coletiva de imprensa desta terça-feira será mais uma oportunidade para Peres exaltar o trabalho que tem sido feito no Santos e tentar, assim, evitar o próprio impedimento. Ciente da proximidade da votação, o presidente passou a adotar um tom mais agressivo e direto ao falar sobre a oposição que enfrenta no Alvinegro.

Enquanto isso, Frazão tenta isolar o departamento que comanda das questões políticas do clube. Costuma, por exemplo, ficar mais no escritório de São Paulo do que na Vila Belmiro. Assim, tem sossego para trabalhar isolado dos inúmeros problemas políticos do Alvinegro. Uma das grandes metas do trabalho do executivo é aumentar o número de sócios do clube.

Esporte