PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sintonia entre técnico e artilheiro faz Goiás brigar pelo acesso à elite

20/09/2018 08h00

O Goiás está próximo de garantir sua ida à Série A. O clube goiano disputa a vaga pelo acesso à elite do futebol nacional e tem dois nomes que se destacam e estão em sintonia: o técnico Ney Franco e o artilheiro Lucão. Juntos, são os principais responsáveis pelo bom desempenho do elenco na fase final do Campeonato Brasileiro, da Série B. No momento, o Esmeraldino soma 45 pontos, na terceira posição e pode assumir a liderança na próxima rodada.

O comandante chegou ao clube em maio para substituir Hélio dos Anjos, que não vinha tendo bons resultados dentro de campo. Com isso, Ney Franco teve a função básica de "arrumar a casa", e a reação foi acontecer justamente contra o rival Atlético-GO, pelo primeiro turno do Brasileirão.

Depois de sua chegada, o Verdão esboçou uma reação pouco esperada pelos torcedores e também pela comissão técnica, que estava iniciando os trabalhos. Foram sete rodadas sem perder, e neste período somou 19 pontos. Em seguida, teve duas derrotas e acumulou mais uma sequência com triunfos e se aproximou dos líderes.

- Quando assumi a equipe, propus aos atletas que precisávamos treinar com mais intensidade para que nossa equipe adquirisse uma força física e entendimento tático. Pelas minhas avaliações, o time do Goiás tem muita qualidade técnica, só estava faltando aos atletas a conscientização de que a entrega aos treinamentos elevaria o desempenho. Os atletas acreditaram na nossa metodologia de treinamento e não mediram esforços para se aprimorar e aos poucos os resultados começaram a vir e a confiança da equipe se elevou . Chegamos a ficar 18 pontos atrás do primeiro colocado e hoje são apenas dois de diferença em relação ao líder - disse Ney Franco ao LANCE!

Além de Goiás, o treinador enfatizou que os times de Goiânia tem grandes possibilidades de avançar para primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Segundo ele, Atlético-GO e Vila Nova também estão na briga.

- Sem dúvida, não só o Atlético como o Vila Nova também tem condições de subir . Aliás, acho que as três equipes de Goiânia tem possibilidade de subir a série A - afirmou.

Ney Franco falou sobre as dificuldades enfrentadas na Série B. Mas mesmo assim, exaltou a qualidade técnica, especialmente, nesta temporada. Além disso, ressaltou a força física que é muito utilizada na competição, já que os clubes buscam o acesso à elite.

- A Série B tem jogos mais de força física, mas as dificuldades são as mesmas da Série A . Todos jogos são muito nivelados e este ano principalmente está tendo muito com qualidade técnica excelente. A diferença maior é que os clubes da elite têm uma capacidade maior financeira - concluiu.

LUCÃO, ARTILHEIRO DO VERDÃO...

Além de fazer sucesso com os gols, Lucão tem sua marca para comemorar junto à torcida. Se na Série A temos grandes protagonistas como a "ceifada" de Henrique Dourado, na Segundona o "Break Dance" goiano faz sucesso. Segundo ele, a origem da dança foi na infância.

- O Break Dance surgiu desde pequeno, quando eu dançava em Brasília, Planaltina. Meus amigos disseram que se eu me tornasse jogador eu iria fazer a dança para representar a minha infância - revelou ao LANCE!.

O atacante apresenta 12 gols no Campeonato Brasileiro, da Série B. Com isso, tornou-se artilheiro do Goiás. Na temporada, o atleta balançou as redes 17 vezes, em 35 jogos realizados.

- Vim para o Goiás, com esse pensamento e fiz boas partidas ano passado. Com isso, eu esperava ter uma sequência em 2018, o que facilitou foi a estrutura do clube, que é fantástica. Sempre acreditei que trabalhando quieto, as coisas iam acontecer - afirmou.

Além do trabalho dentro de campo, academia e tática, o atacante procura assistir vídeos de atletas renomados no futebol, como Ibrahimovic para tentar aprender algo que é feito por esses jogadores.

- Tenho alguns jogadores que me espelho. Ibrahimovic, Drogba e Lewandowski, procurando assistir vídeos para observar a movimentação dentro do campo e tentar aprender alguma coisa - disse.

Lucão ressaltou a postura dentro e fora de campo do treinador Ney Franco. Além disso, creditou ao técnico o fator fundamental para dar confiança para o plantel goiano, que conseguiu arrancada surpreendente na Série B e para conseguir brigar pelo acesso à elite do futebol.

- O professor Ney é muito tranquilo, sabe se posicionar no momento correto. Ele passa confiança para o grupo e mostrou para nós que éramos capazes de brigar por algo melhor na competição - elogiou.

O jogador não oscilou ao ser perguntado sobre acesso ou artilharia. Sem dúvidas, para Lucão ir à Série A na próxima temporada seria especial, pois marcaria para história a carreira dos atletas e comissão técnica que viveu o Goiás nesses três últimos anos.

- Um feito de um acesso, neste momento que o Goiás está vivendo, no terceiro ano da Série B. Acho que seria um fato sem comparação. A artilharia eu teria outras oportunidades, mas ir à Série A vai marcar a carreira de todos nós - cravou.

Com a boa fase, o jogador começa a chamar atenção de outros clubes. Lucão relatou que surgiram possibilidades, mas que não foram aproveitadas e crava que não tem interesse em sair do Esmeraldino.

- O futebol é assim. Quando começa a fazer gols, com bom rendimento dentro de campo surgem especulações, muitas conversas e apareceram algumas possibilidades. Mas me programei este ano para ficar no Goiás para tentar buscar os objetivos e não tenho interesse em sair - finalizou.

O próximo duelo do Verdão, Ney Franco e Lucão será contra a Ponte Preta na próxima sexta-feira, às 19h15, no Olímpico. Caso vença, pode assumir a liderança, porém terá que torcer contra Fortaleza e CSA.

*Sob supervisão de Leonardo Martins

Esporte