PUBLICIDADE
Topo

Esporte

United fecha estádio, loja e museu após ataque; Uefa garante segurança

Reprodução
Imagem: Reprodução

23/05/2017 14h28

Após o ataque terrorista na Arena de Manchester na noite da última segunda-feira, o Manchester United fechou a visita ao estádio, assim como o acesso ao museu, lojas e restaurantes. A tragédia deixou ao menos 22 mortos e 59 feridos. O Old Trafford fica a cerca de 4km de onde ocorreram as explosões.

- Nossos pensamentos e orações vão para todos os afetados, incluindo nossos torcedores, funcionários do clube e nossa comunidade, assim como as crianças de escolas parceiras da nossa Fundação Manchester United que estavam assistindo ao concerto na Arena (de Manchester). O staff do clube está pronto para ajudar a polícia e outros serviços emergenciais de qualquer maneira que for solicitado nesse momento de dificuldade para nossa cidade - diz a nota oficial publicada pelo clube.

O United também suspendeu a entrevista coletiva do técnico José Mourinho antes da final da Liga Europa, que acontece nesta quarta-feira, em Estocolmo, na Suécia. Durante o treinamento, os jogadores prestaram um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

- Estamos todos muito tristes com os eventos trágicos da última noite. Não conseguimos tirar de nossas cabeças e corações as vítimas e suas famílias. Temos trabalho a fazer e vamos para a Suécia para isso. É uma pena não podemos ir com a felicidade que sempre temos antes dos jogos grandes. Eu sei, mesmo com o pouco tempo que tenho aqui, que o povo de Manchester se unirá - disse o técnico José Mourinho.

A UEFA concordou e Ajax e United vão fazer um minuto de silêncio antes do confronto, além de utilizar braçadeiras pretas em sinal de respeito.

- A UEFA está chocada com os ataques de ontem (segunda-feira) em Manchester. Nossos pensamentos estão com as vítimas e suas famílias. Até o momento não há informações da inteligencia que sugiram que a final da Liga Europa em Estocolmo seja alvo de ataques. A UEFA está trabalhando junto com as autoridades locais e a Federação Sueca por muitos meses e o risco terrorista foi levado em conta desde o início. Além disso, um número adicional de medidas de segurança foram implementados depois do ataque em Estocolmo, em abril - afirmou a UEFA em comunicado oficial, pedindo ainda para que os torcedores cheguem cedo ao estádio.

Esporte