PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Vettel critica calendário da F1 de 2022 e lamenta: 'Sinto pena da equipe'

Sebastian Vettel, da Aston Martin, criticou novo calendário da Fórmula 1 - Clive Mason/Getty Image
Sebastian Vettel, da Aston Martin, criticou novo calendário da Fórmula 1 Imagem: Clive Mason/Getty Image

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

16/10/2021 12h45

O tetracampeão mundial Sebastian Vettel não ficou satisfeito com a decisão da Fórmula 1 em aumentar o número de corridas para o ano que vem. A categoria terá 23 provas, uma quantidade recorde em sua história. Para o piloto da Aston Martin, há dois motivos para questionar essa decisão.

"Esta é apenas minha opinião e não vale a pena, mas acho que não deveríamos ter tantas corridas. Estou dizendo isso por vários motivos. Em primeiro lugar, talvez sejam muitas corridas para as pessoas verem. Se há tantas, não é mais algo especial", analisou.

Vettel também saiu em defesa daqueles que trabalham nos bastidores da categoria. São, no caso, os funcionários que chegam bem antes dos pilotos nos circuitos e depois têm que cuidar da transferência de todos os equipamentos e carros.

"Sinto pena da equipe. Nós, pilotos, estamos do lado bom: podemos chegar na quarta-feira à noite e partir, se encontrarmos um voo e tal, no domingo à noite", disse o piloto, que foi além.

"A equipe já está com muito mais estresse. Eles chegam na segunda ou no sábado da semana anterior, montam a garagem, deixam os carros prontos, aí também eles têm que trabalhar a semana inteira e depois fazer as malas, despachar tudo de volta e realizar a preparação na fábrica. Para eles, é um trabalho em que você está ocupado todos os dias da semana e quase todos os fins de semana, então você não tem tempo para si mesmo", lamentou Vettel.

Fórmula 1