PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogadores do Palmeiras negam presença em festa clandestina com Patrick de Paula

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

21/06/2021 09h55

O atacante Rony e o volante Gabriel Menino, do Palmeiras, negaram que estavam em uma festa clandestina neste último domingo. Rony usou usou seu Instagram para esclarecer que, na verdade, passou o domingo à noite na igreja com sua família.

Ver essa foto no Instagram

O registro em vídeo divulgado pelo próprio Serdan mostra apenas Patrick sendo reconhecido e escoltado por seguranças no local.

Rony alegou ter respeito pela torcida palmeirense, pela sua família e pelo seu trabalho. O jogador reforçou o fato de ser um exemplo para outras pessoas e, com isso, tem seus deveres e direitos. O atacante não foi relacionado para a partida contra o América-MG, disputada na manhã de domingo, por conta de um desgaste físico.

Já a assessoria de Menino alegou que o jogador estava em Itatiba, no interior de São Paulo. "Diferentemente do que está sendo divulgado, o atleta Gabriel Menino, do Palmeiras, não descumpriu nenhuma determinação do clube no último domingo. Após a vitória diante do América-MG, o atleta se dirigiu imediatamente para Itatiba, no interior de São Paulo com a família, onde permaneceu até esta segunda-feira de manhã, quando retornou para treino do Palmeiras, marcado para as 10h. Gabriel tem seguido todos os protocolos do clube por conta da pandemia da covid".

O Palmeiras ainda não se manifestou a respeito do caso de Patrick de Paula e o jogador também não se manifestou nas suas redes sociais.

Confira a nota completa de Rony:

"Quando você decide levar uma vida para agradar a Deus, muitas coisas se levantam contra você. Estão viralizando que eu estava em uma festa, enquanto, na verdade, estava na igreja com a minha família. Tenho o maior respeito por cada torcedor do Palmeiras e pelo clube, porém, acima de tudo, tenho respeito pela minha profissão e minha família. Tenham cuidado com essas informações, apurem e divulguem a verdade sempre, pois somos seres humanos. Temos deveres, direitos, mas temos dignidade e pessoas que nos amam e nos têm como exemplo".

Futebol