PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG é superior, vence o Bahia e abre vantagem na Copa do Brasil

Do UOL, em Belo Horizonte

28/07/2021 23h27

Classificação e Jogos

O Atlético-MG fez valer novamente toda sua superioridade técnica e venceu o Bahia por 2 a 0, hoje (28), no Mineirão, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os gols da partida foram marcados por Matías Zaracho e Hulk, um em cada tempo. Foi a segunda vitória do Galo em cima do Tricolor de Aço em três dias, já que no último domingo as equipes haviam duelado pelo Campeonato Brasileiro —com os mineiros também levando a melhor.

As atenções do Galo agora se voltam novamente para o Brasileirão. O próximo compromisso atleticano será contra o xará paranaense, o Athletico-PR, neste domingo (1º), às 16h, no Mineirão. O Alvinegro é o vice-líder da competição e segue na luta para se aproximar do líder Palmeiras.

Já o Bahia recebe um rival regional, o Sport, no mesmo dia, mas em horário diferente, às 18h15, no estádio de Pituaçu, em Salvador.

Rumo ao terceiro encontro

Galo e Tricolor de aço voltam a se encontrar na próxima semana, no dia 4 de agosto, para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, em Feira de Santana. Será o terceiro jogo entre as equipes em dez dias. O duelo vai indicar o time classificado às quartas do mata-mata.

O Galo pode até perder por um gol de diferença que passa de fase. O Bahia precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para se classificar. Um novo 2 a 0, mas a favor dos baianos, leva a partida para os pênaltis.

O jogo

Quem acompanhou o jogo entre Atlético-MG e Bahia no último fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro [vencido pelo Galo por 3 a 0], e assistiu ao duelo de hoje (28), agora pela Copa do Brasil, claramente enxergou diferença. Foi um outro jogo, completamente. E isso aconteceu principalmente pela postura do Bahia, que, apesar de focar na forte marcação, foi mais agressivo, tentou pressionar mais o Galo, e só não saiu na frente no placar por causa de uma grande defesa do goleiro atleticano ainda na primeira etapa.

O Atlético-MG teve dificuldade de encontrar espaços na defesa baiana, muito fechada e com as linhas bem compactadas pelo sistema tático do técnico Dado Cavalcanti, que fez marcação fortíssima em cima do astro Hulk, um dos nomes mais importantes da equipe alvinegra na temporada.

No fim o elenco mais qualificado acabou fazendo a diferença a favor do Galo, que venceu a partida e agora leva vantagem para o duelo de volta na semana que vem, em Salvador.

Quem foi bem: Hulk

O astro atleticano justifica seu status dentro do elenco e no futebol brasileiro. É de fato um astro. Participou do primeiro gol, criando o início da jogada, e foi autor do segundo.

Quem foi mal: Ronaldo

O atacante do Bahia até fez uma jogada excelente para ficar cara a cara com o goleiro Everson, do Atlético-MG, mas no momento crucial, desperdiçou a chance mais clara de gol, que poderia ter mudado a história do jogo.

Cronologia do jogo

Aos 36 minutos do primeiro tempo, o volante argentino Matías Zaracho tirou o zero do placar. Em uma jogada bem trabalhada, de pé em pé, Hulk encontrou Dodô no lado esquerdo, e o lateral enfiou a bola no centro da área, onde estava o meio-campista. Bola na rede e 1 a 0 para o Galo.

Aos 28 minutos do segundo tempo, Daniel errou o passe na saída de bola, Zaracho pegou a bola e tocou para Hulk. O atacante alvinegro, no meio de três marcadores, se desvencilhou para balançar as redes: 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 0 BAHIA

Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 28 de julho de 2021, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Evandro de M. Lima (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA/SP)
Gol: Zaracho (36' 1ºT); Hulk (28' 2ºT)
Cartão amarelo: Zaracho, Junior Alonso (CAM); Gilberto, Nino Paraíba
Cartão vermelho: Não houve

ATLÉTICO-MG: Everson; Mariano, Réver, Junior Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê e Zaracho (Calebe); Savarino (Eduardo Sasha), Nacho Fernández (Hyoran) e Hulk (Nathan). Técnico: Cuca.

BAHIA: Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Jonas (Lucas Araújo), Patrick de Lucca, Daniel (Matheus Galdezani). Rossi, Gilberto e Ronaldo César (Rodriguinho). Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético-MG