PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Nacho tenta superar impactos de lesão e covid para voltar a brilhar no Galo

Nacho Fernández durante o jogo entre Remo e Atlético-MG na Copa do Brasil - Fernando Torres/AGIF
Nacho Fernández durante o jogo entre Remo e Atlético-MG na Copa do Brasil Imagem: Fernando Torres/AGIF

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

28/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

O começo de Nacho Fernández no Atlético-MG foi intenso, chamou a atenção dos torcedores e comprovou o que muitos atletas adversários e ex-companheiros de River Plate (ARG) falavam sobre o meio-campista: "diferenciado". No entanto, aquele jogador que muitos viram em um passado recente com a camisa alvinegra "está sumido". Contra o Bahia, hoje (28), às 21h30, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o argentino, quem sabe, pode se redimir.

A última vez que Nacho balançou as redes foi no dia 4 de julho, na vitória atleticana por 1 a 0 em cima do Cuiabá, na Arena Pantanal, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Em relação às assistências para gols de companheiros a seca pessoal do argentino é maior: quase dois meses. Foi contra o Remo, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, no dia 2 de junho, que "El Cerebro" deu o último passe antes de a rede balançar a favor do Galo.

Para o técnico Cuca há uma explicação. "Lógico que ele [Nacho Fernández] não está confortável, porque ele não está 100%. Ele está voltando de lesão, voltou de covid-19. Ele não tem confiança necessária, nem ritmo ideal. Isso vem com os jogos", disse o treinador logo após a vitória em cima do Bahia, no último domingo.

Mesmo sem sua plena condição física, Nacho Fernández tem exercido com muito profissionalismo o seu papel no elenco atleticano. Ele balançou as redes contra o Atlético-GO duas vezes na oitava rodada [antes do jogo com o Cuiabá], além de ter marcado gol na cobrança de pênaltis contra o Boca Juniors, um rival desde os tempos de River, nas oitavas de final da Libertadores.

Com a camisa do Galo até aqui, Nacho fez 22 jogos, sete gols e cinco assistências.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG X BAHIA

Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 28 de julho de 2021, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA/SP)

Atlético-MG: Everson; Mariano, Réver, Junior Alonso e Dodô; Allan, Alan Franco, Dylan, Zaracho e Nacho Fernández; Hulk. Técnico: Cuca.

Bahia: Matheus Teixeira; Nino, Conti, Ligger (Luiz Otávio) e Matheus Bahia; Patrick, Lucas Araújo (Jonas) e Daniel; Rossi, Rodriguinho e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético-MG