PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Galiotte elogia trabalho na base do Palmeiras: 'Ganhamos mundiais'

Vanderlei Luxemburgo e Maurício Galiotte acompanham treino do Palmeiras - Cesar Greco/Palmeiras
Vanderlei Luxemburgo e Maurício Galiotte acompanham treino do Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 22h47

Após vencer o título paulista, Maurício Galiotte citou o sucesso recente do Palmeiras na base para preferir usar mais os garotos do que ir ao mercado, como ocorreu nos últimos anos. Depois de ver Patrick de Paula converter o pênalti decisivo na final contra o Corinthians, o presidente listou as conquistas alviverdes nas categorias inferiores, inclusive a sequência de títulos mundiais na categoria sub-17.

"O Palmeiras, nos últimos três anos, dedicou-se demais aos trabalhos de base. Ganhamos 75 títulos em três anos. O Palmeiras foi o clube que mais cedeu jogadores à Seleção na base. Ganhamos três Mundiais sub-17 (foram, na verdade, dois - em 2018 e 2019, além do vice, em 2017). Pega todo o trabalho e todo o resultado é porque tem qualidade. Foi a decisão que tomamos ano passado, que o Palmeiras ao longo dos anos não estava no DNA trabalhar tanto a base na promoção dos garotos. E fizemos questão de mudar isso", explicou, em entrevista ao Fox Sports.

Na campanha do título paulista de 2020, o Palmeiras usou os seguintes garotos da base: Gabriel Menino, Patrick de Paula, Gabriel Veron, Wesley e Angulo.

Palmeiras