PUBLICIDADE
Topo

Inter vira no último minuto e termina Brasileirão com vitória sobre o Galo

Do UOlL, em São Paulo

08/12/2019 18h06

O Internacional suou para não fechar o Campeonato Brasileiro com derrota. Contra o quase reserva do Atlético-MG, o Colorado lutou para vencer o Galo por 2 a 1, no Beira Rio. Otero abriu o placar para o Galo aos 5 do primeiro tempo, e o empate foi confirmado apenas aos 41 do segundo, quando o VAR validou o gol marcado por Guerrero. Aos 52 minutos, Cuesta conseguiu a virada.

Ambos os times chegaram à 38ª rodada com suas situações já definidas na tabela. O Inter termina o Campeonato com 57 pontos, a sétima colocação e uma vaga na fase preliminar da Libertadores. Já o Atlético-MG fica nos 48 pontos, encerra sua participação no Brasileirão em 13º e com vaga na Copa Sul-Americana.

Quem foi bem: Cuesta

O zagueiro colorado foi o grande herói do jogo, marcando o gol da vitória já aos 52 minutos do segundo tempo. Antes disso, ele ainda teve uma tentativa de bicicleta. Na defesa, conseguiu evitar que as poucas tentativas do Galo resultasse em mais gols.

Quem foi mal: Neilton

Neilton destoou dos demais jogadores de frente do Inter. Enquanto D'Alessandro e Guerrero pressionavam a defesa atleticana, Neilton errou passes que resultou em contra-ataques para o Galo. Também foi por conta de um revide atleticano que ele acabou amarelado.

Inter: suor e lágrimas

Foi na base de muita luta que o Inter conseguiu a virada em casa. O time pressionou bem o Atlético-MG e construiu melhores jogadas. Enquanto isso, Victor crescia no gol, protagonizando boas defesas. Somente aos 36 do segundo tempo que o empate enfim foi alcançado e no minuto final que veio a virada

Galo: gol no começo relaxou time

O time do Atlético-MG não estava tão interessado com a última rodada. Já classificado para a Sul-Americana, Vagner Mancini colocou um time repleto de reservas para o jogo no Beira Rio. Seu único gol saiu com 5 minutos de jogo, graças a Otero. Com a vantagem, o Galo preocupou-se apenas em não sofrer o empate, mas acabou vendo o Inter alcançando a virada nos momentos finais da partida.

Cronologia do jogo

Otero foi o responsável por abrir o placar no Beira Rio. Aos cinco do primeiro tempo, ele recebeu a bola recuperada pelo argentino Di Santo, driblou o marcador e chutou com força. O venezuelano ainda quase marcou um gol olímpico, mas a bola explodiu no travessão.

Mesmo com a desvantagem no placar, o time do Inter pressionou mais: terminou o tempo com mais posse de bola (64%) e com muito mais finalizações que os mineiros (8 x 3). A melhor oportunidade colorada na etapa inicial veio na tentativa de bicicleta de Victor Cuesta, porém em posição de impedimento.

O ritmo seguiu o mesmo no segundo tempo, mas com a estrela de Victor brilhando mais. O goleiro chegou a defender uma bola à queima roupa de Guerrero. O atacante peruano ainda teve mais uma tentativa, já nos minutos finais. Somente após uma longa consulta ao VAR, que seu gol foi validado.

Com muito tempo para validação do gol, mais tempo de acréscimo. O jogo teve oito minutos adicionais e foi aos 52 que Victor Cuesta se redimiu da bicicleta perdida e marcou de cabeça o gol da virada colorada.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Competição: Campeonato Brasileiro (38ª rodada)
Data: 08/12/2019
Hora: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e José Reinaldo Nascimento Júnior (ambos do DF)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público e renda: 18.616 pagantes e R$ 491.335,00 de renda
Gols: Otero (Atlético-MG), aos 5' do 1º tempo; Guerrero (Inter), aos 36', e Cuesta (Inter), aos 52' do segundo tempo
Cartões amarelos: Neilton e D'Alessandro (Internacional); Otero (Atlético-MG)

Internacional: Marcelo Lomba; Heitor (Nonato), Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Natanael; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Neilton (Wellington Silva), D'Alessandro e Sarrafiore (Rafael Sobis); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

Atlético-MG: Victor; Guga, Leonardo Silva, Igor Maidana e Lucas Hernández (Hulk); Ramón Martínez (Bruninho); José Welison, Otero (Terans), Vinícius e Maicon; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini