PUBLICIDADE
Topo

Matheus Jesus como titular no Corinthians não é apenas para poupar Urso

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Imagem: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Gabriel Carneiro e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

31/07/2019 12h00

Uma das mudanças que mais chamou atenção no Corinthians que enfrenta o Montevideo Wanderers amanhã, às 21h30, pela volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, é a entrada de Matheus Jesus. O volante contratado em maio fará sua estreia como titular do novo clube na vaga de Júnior Urso. Porém, o que à primeira vista pode parecer a simples reposição de um jogador poupado por desgaste físico ganha contornos de disputa por posição aberta no time dirigido por Fábio Carille.

Segundo apurou o UOL Esporte, Carille e companhia avaliam que Júnior Urso tem demonstrado muita irregularidade em campo desde que se recuperou da lesão muscular na coxa direita que o tirou das finais do Campeonato Paulista. Uma boa exibição de Jesus pode ameaçar a permanência de Urso entre os titulares.

O camisa 30 foi contratado pelo Corinthians com a esperança de ser um "novo Paulinho ou Elias", mas na avaliação dos profissionais ele não tem sido o jogador vertical, de forte chegada ao ataque, que foi no início desta temporada e também em suas passagens por Atlético-MG e futebol chinês. Até o momento ele soma quatro gols, mas o último marcado em maio.

Carille planeja um Corinthians com transições ofensivas rápidas, assim Urso teria que ser uma peça para quebrar linhas de marcação e entrar mais na área adversária para finalizar, o que não tem acontecido de acordo com a avaliação interna. Eles ainda analisam que Urso precisa errar menos passes. O desempenho do volante foi um dos pontos negativos notados após a vitória contra o Fortaleza por 3 a 1, de virada, no Castelão, no último domingo.

Com sete alterações em relação ao time que jogou no fim de semana, o Corinthians terá conversas e somente mais um treino - hoje, no Uruguai - para aprontar os 11 que iniciam amanhã. Por isso, é provável que Gabriel atue pelo lado direito do meio-campo e Matheus Jesus, que é canhoto, mais à esquerda, se o esquema tático definido for o 4-2-3-1. A lógica não se alteraria no 4-1-4-1, mas neste caso Matheus jogaria mais avançado, próximo de Clayson para fazer triangulações e criar chances de gol.

O interesse do Corinthians em Matheus Jesus baseou-se justamente em seu bom desempenho ofensivo, com seis gols em 17 partidas pelo Campeonato Paulista. Caso aproveite a chance no Uruguai, o volante ganhará pontos na briga pela titularidade.