Topo

Esporte


Suárez erra, Peru vence Uruguai nos pênaltis e pega o Chile na semifinal

Gallese defendeu o pênalti de Suárez e garantiu a seleção peruana na semifinal - Ricardo Moraes/Reuters
Gallese defendeu o pênalti de Suárez e garantiu a seleção peruana na semifinal Imagem: Ricardo Moraes/Reuters

Gabriel Carneiro

Do UOL, em Salvador (BA)

29/06/2019 18h13

O Peru é último classificado para as semifinais da Copa América. Em jogo travado e de pouca inspiração hoje (29) na Arena Fonte Nova, em Salvador, os comandados de Ricardo Gareca contaram com a ajuda do Árbitro de Vídeo (VAR, na sigla em inglês), seguraram o 0 a 0 no tempo normal e bateram o Uruguai por 5 a 4 nos pênaltis. Luis Suaréz foi o único a desperdiçar a cobrança.

Desta forma, a seleção peruana enfrenta o Chile na semifinal da competição, quarta-feira (3), às 21h30 (de Brasília), na Arena do Grêmio. Do outro lado da chave, Brasil e Argentina duelam por vaga na decisão. A partida acontece um dia antes (terça), no mesmo horário.

Melhor, Bentancur "domina" meio-campo

O jogo sem muito brilho também não destacou por "unanimidade" uma atuação individual. Desta forma, Bentancur merece o posto de melhor em campo por ter corrido bastante e dominado o meio. O jogador da Juventus se sobressaiu aos companheiros de posição, ainda que não tenha feito nada excepcional.

Pior, Cueva tem tarde apagada

Cueva teve tarde apagada e foi substituído no fim do segundo tempo. O jogador, um dos motivos de irritação de Gareca ainda no primeiro tempo, pouco ajudou na criação e dificultou a vida para Guerrero, isolado na frente. Até por isso, deixou o gramado para a entrada de Ruidiaz perto do fim e não pôde participar das penalidades.

Muita disputa, pouco futebol: 1º tempo decepciona

O primeiro tempo decepcionou. Com muitas disputas e pouca inspiração, ambas as equipes sofreram para colocar a bola no chão e trocar passes e foram aos vestiários sem apresentar grandes chances. A melhor oportunidade que valeu, de fato, já que o VAR anulou um gol de Arrascaeta por impedimento de Nández no começo da jogada, foi de Cavani. O atacante recebeu passe em profundidade, bateu cruzado, mas esbarrou em defesa de Gallese.

O jogo burocrático e a sucessão de erros foram minando a alegria da torcida. E também do técnico Ricardo Gareca, que ficou à beira do gramado reclamando e gesticulando, principalmente com Cueva e Yotún. As gotas de lucidez das seleções eram Bentancur de um lado e Guerrero de outro, mas as vaias foram inevitáveis depois de 47 minutos sem grandes emoções.

Cronologia do jogo

Depois de um primeiro tempo morno, em que Arrascaeta teve um gol anulado pelo VAR, o Uruguai até ensaiou uma melhora no segundo tempo, controlou mais a seleção peruana e anotou outros dois gols, com Cavani e Suárez. Acontece que os atacantes estavam em posição irregular e a tecnologia tratou de agir.

Chuva forte: pior para o gramado

Raul Arboleda/AFP
Imagem: Raul Arboleda/AFP

Depois de dois dias de trégua, as chuvas voltaram a cair em Salvador ontem à noite. O gramado da Arena Fonte Nova, que já tinha sido alvo de fortes críticas nos jogos anteriores, voltou a apresentar problemas, com buracos esbranquiçados. Como choveu ao longo do dia e principalmente na hora do jogo, com grandes pancadas no primeiro tempo, sete homens foram tentar consertar no intervalo. Não resolveu.

Torcida "brasileira" em maior número

Ao contrário dos quatro jogos da primeira fase realizados na Arena Fonte Nova, hoje a maioria visível de torcedores presentes era brasileira. Camisas de vários times foram notadas, especialmente Bahia e Vitória. Durante o jogo, aliás, um grupo de torcedores do Bahia provocou os rivais cantando "Uh, é Série C" - o Vitória hoje é lanterna da Série B do Brasileirão - e o hino do Bahia, diante de vaias dos torcedores rubro-negros. Além disso, os brasileiros também mostraram força com a já tradicional "Mil gols, mil gols, mil gols, só Pelé, só Pelé...".

FICHA TÉCNICA
URUGUAI (4) 0 X 0 (5) PERU

Data: 29/06/2019
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Kléber Lúcio Gil
Público: 18.083 pagantes/ 21.180 total
Renda: R$ 3.134.820,00
Cartões amarelos: Godín e Valverde (Uruguai); Zambrano e Cueva (Peru)

Pênaltis:

Uruguai: Luis Suárez (errou), Cavani (acertou), Stuani (acertou), Bentancur (acertou) e Torreira (acertou)

Peru: Guerrero (acertou), Ruidiaz (acertou), Yotún (acertou), Advíncula (acertou) e Édison Flores (acertou)

Uruguai: Muslera; Giovanni González, Godín, Giménez e Cáceres; Bentancur, Valverde (Stuani), Nández (Torreira) e Arrascaeta; Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Luis Abram e Trauco; Renato Tapia, Yotún, André Carrillo (Gonzáles) e Cueva (Ruidiaz); Édison Flores e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Mais Esporte