Topo

Futebol


Assessor de Neymar depõe e diz que agiu a pedido dele em vídeo divulgado

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/06/2019 18h11

Alex Bernardo, assessor de Neymar que teria sido o responsável pelo vazamento de um vídeo com imagens íntimas de Najila Trindade, prestou depoimento hoje (14), na Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro.

Em depoimento, Bernardo admitiu ter sido o responsável pela divulgação, mas não pela edição do vídeo. Ainda de acordo com ele, a postagem foi feita a pedido do próprio Neymar - que viu o conteúdo na íntegra antes de ir para o ar.

Alex disse que a ideia inicial era que o número de Najila e suas imagens íntimas fossem "borradas" na edição pré-publicação. "Por um erro", no entanto, as imagens acabaram indo para o ar.

Um funcionário de Tecnologia da Informação (TI) também acionado por Neymar no dia será ouvido em até duas semanas para esclarecer tais equívocos na edição que permitiram a veiculação de imagens íntimas de Najila - que gerou o inquérito policial.

Bernardo esteve acompanhado da advogada Maira Fernandes, que cuida da defesa do atleta do PSG, e deixou o local sem falar. O assessor foi ouvido por cerca de uma hora e meia pelo delegado Pablo Sartori, delegado titular da DRCI.

"Ninguém vai falar nada, o inquérito é sigiloso", limitou-se a dizer a advogada.

O jogador já afirmou que não foi responsável pela exposição pública das imagens, sendo ele apenas o autor do vídeo no qual se defende da acusação de estupro, cabendo ao profissional que trabalha para o atacante esclarecer esses fatos.

Sartori tem até 30 dias desde a abertura do inquérito para dar um primeiro encaminhamento ao caso. O UOL Esporte apurou que ele não solicitará extensão do prazo.

O delegado quer ainda que a modelo responda algumas perguntas, mas sua presença na delegacia não será necessária. Ele remeteu carta precatória à Polícia Civil de São Paulo com esta solicitação formal.

Futebol