PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Quem é o jogador de 20 anos que está sendo chamado de 'Neymar paraguaio'

Luis Ibarra fez seu primeiro gol como profissional em 2018, mas já tem moral com seus companheiros no Sportivo Luqueño - Sportivo Luqueño/Divulgação
Luis Ibarra fez seu primeiro gol como profissional em 2018, mas já tem moral com seus companheiros no Sportivo Luqueño Imagem: Sportivo Luqueño/Divulgação

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

15/03/2019 04h00

Caazapá é um dos 17 departamentos, além do Distrito Federal, nos quais o Paraguai se divide territorialmente. Localizado na região Oriental do país, conhecida como Paranenha, o território concentra pouca atividade industrial, destacando-se economicamente pela produção de produtos como algodão, cana-de-açúcar e soja, entre outros produtos.

É deste cenário bucólico que vem um novo candidato a sensação do futebol sul-americano: Luis Ibarra. Aos 20 anos, o meia do Sportivo Luqueño virou sensação no futebol paraguaio neste começo de 2019 - a ponto de ser apelidado de "Neymar de Caazapá".

Nascido em 4 de janeiro de 1999, Luis Ibarra chegou ao Luqueño em 2014. "Julio César Yegros (ex-atacante da seleção paraguaia na Copa de 1998) me trouxe ao clube quando eu tinha 15 anos. Vivi um tempo em sua casa; agora, vivo já por minha conta", contou o jovem jogador à rádio ABC Cardinal.

Os primeiros jogos pelo time profissional, segundo o site ZeroZero, vieram em 2017. No ano seguinte, foram dez partidas e o primeiro gol como profissional.

Só que o único gol de Ibarra em 2018 foi bastante importante para o Luqueño. Em 1º de dezembro, ele garantiu a vitória do time por 1 a 0 sobre o Independiente FBC pela penúltima rodada do Clausura. Com o resultado, sua equipe se livrou do rebaixamento. Pior para o próprio Independiente, que caiu ao lado do 3 de Febrero.

"Precisávamos desta vitória, e graças a Deus marquei este gol. Isto é o que o futebol nos dá de mais belo. É meu primeiro gol, e em uma situação em que necessitávamos bastante", disse na ocasião, segundo o site Tigo Sports.

Ibarra Luqueño com bola - Sportivo Luqueño/Divulgação - Sportivo Luqueño/Divulgação
Ibarra fez três gols diante do Sol de América e ganhou bola assinada por seus companheiros como lembrança
Imagem: Sportivo Luqueño/Divulgação
Em 2019, Luis Ibarra começou a ganhar mais oportunidades com o Sportivo Luqueño. E, na melhor delas, não decepcionou: no dia 27 de fevereiro, foi titular diante do Sol de América e marcou os três gols da vitória por 3 a 1. Embora tenham sido seus únicos gols (e seu único jogo como titular) até aqui no ano, o feito foi suficiente para transformá-lo em sensação.

"Levei a bola do jogo assinada por todos os meus companheiros. Eles me chamam de Neymar", explicou, também à rádio ABC Cardinal. O apelido, no entanto, havia surgido antes.

"Creio que me chamam assim por um gol que eu havia feito pela equipe reserva e que foi parecido com um que ele havia feito na mesma semana", justificou.

Esporte