PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Promessa ex-Grêmio vendido por R$ 43 milhões é apresentado no Shakhtar

Tetê é apresentado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, junto a Marco Antonio - Divulgação/Shakhtar
Tetê é apresentado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, junto a Marco Antonio Imagem: Divulgação/Shakhtar

Do UOL, em Porto Alegre

14/03/2019 11h45

Tetê, de 19 anos, foi apresentado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. A promessa do Grêmio vendido por 10 milhões de euros (R$ 43,3 milhões) deixou o clube gaúcho sem mesmo estrear no principal.

O meia-atacante vestiu a camisa do clube laranja e preto ao lado de Marco Antonio, que tem passagem pelo Bahia. Ambos são apostas para o futuro da equipe, acostumada a dar chance a brasileiros.

"Tenho que continuar trabalhando forte, para fazer valer isso dentro de campo", disse Tetê sobre o valor investido nele.

A saída do Grêmio se deu antes mesmo da primeira chance no time principal, algo que gerou algum desconforto. Em entrevista coletiva, Renato Gaúcho foi firme ao explicar as razões para isso.

"Enquanto eu for treinador do Grêmio, jogador da base vai chegar no profissional no momento que demonstrar que tem condições. Não adianta empresário vir tumultuar, amiguinho (...) Tem que fazer por onde para estar no grupo principal. Não é porque foi para a seleção, comigo tem que jogar. No grito, no papo, não cola nunca. Foi assim com todos os garotos. Luan, Everton, Pedro Rocha? Pergunta se eles não sofreram para jogar", disse Portaluppi.

"Agora é dar meu melhor aqui, ajudar a equipe com gols e fazer meu melhor", simplificou Tetê.

Mateus Cardoso Lemos Martins, o Tetê, assinou por cinco temporadas com o Shakhtar e se transformou em uma das maiores vendas do Grêmio. O caminho foi o mesmo trilhado por Douglas Costa, que em 2010 trocou os primeiros jogos no principal gremista, do qual fazia parte desde 2009, pela Ucrânia. Hoje ele defende a Juventus.

Grêmio