PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Manchester City vence, assume liderança provisória e pressiona Liverpool

Dylan Martinez/Reuters
Imagem: Dylan Martinez/Reuters

Do UOL, em São Paulo

02/03/2019 13h52

Apenas um ponto separava Liverpool e Manchester City na disputa pela liderança do Campeonato Inglês antes do início da 29ª rodada. Neste sábado (2), o City entrou em campo contra o Bournemouth e tratou de fazer seu trabalho, vencendo o rival por 1 a 0, e assumindo a liderança provisória da tabela do Inglês.

Contra um rival "retranqueiro", a equipe de Guardiola precisou ficar com a bola nos pés e trabalhar bem o seu jogo. Apenas no segundo tempo, Mahrez, que substituiu o lesionado De Bruyne, conseguiu furar a defesa adversária. 

Com o resultado fora de casa, os Citizens chegaram aos 71 pontos, dois a mais que o Liverpool, atual segundo colocado. O problema, para o time de Pep Guardiola, é que os Reds ainda entram em campo na rodada 29: enfrentam o Everton, no domingo (3), às 13h15 (de Brasília). Para seguir na briga pelo título, o City recebe o Watford, no sábado (9), em casa. 

O melhor: David Silva 

Mahrez salvou o City com o gol anotado, mas David Silva teve grande participação no tento dos Citizens. O meia espanhol brigou pela bola e deu passe preciso para Mahrez fuzilar o goleiro e abrir o placar. 

O pior: Eddie Howe 

Técnico do Bournemouth, Eddie Howe armou sua equipe no esquema 4-5-1, deixando o centroavante King isolado no ataque e chamando o City para o ataque. O sonhado contra-ataque não veio, e, após sofrer o gol de Mahrez, Howe demorou para mexer na equipe. 

Pep Guardiola, técnico do Manchester City - Dylan Martinez/Reuters - Dylan Martinez/Reuters
Imagem: Dylan Martinez/Reuters

Água mole em pedra dura...

O Manchester City entrou em campo com apenas um grande objetivo: retomar a liderança do Inglês. Para isso, precisaria vencer o Bournemouth, que adotou postura defensiva. A retranca do rival deu certo na primeira etapa, mas caiu por terra no segundo tempo. 

Após Kevin De Bruyne deixar a partida lesionado, Mahrez entrou em campo e ajudou a mudar o rumo do duelo. Atuando mais centralizado, o meia mostrou oportunismo e abriu o placar para os Citizens no início da segunda etapa, após passe de David Silva. 

Bournemouth pouco ataca

A disposição do Bournemouth em campo indicou, desde os primeiros minutos, que a equipe iria se defender. Com 11 jogadores posicionados no campo defensivo, os donos da casa deixaram o City trabalhar a bola e abusar de jogadas aéreas. O ataque da equipe pouco participou, e o centroavante King precisou se desdobrar para ajudar na marcação. 

Otamendi, zagueiro do Manchester City, tenta voleio  - Matthew Childs/Reuters - Matthew Childs/Reuters
Imagem: Matthew Childs/Reuters

Rival fechado força bolas aéreas do City 

A proposta defensiva do Bournemouth permitiu ao City jogar com a bola nos pés. No primeiro tempo, a equipe de Pep Guardiola chegou a ter mais de 83% de posse de bola. 

O lado direito, com o lateral Walker e os meias Bernardo e De Bruyne, teve maior destaque e espaço. Por ali, o trio levantou bolas para Aguero, que tinha a missão ingrata de lutar por espaços contra dois defensores do Bournemouth. Na primeira etapa, o City teve sete escanteios, mas não conseguiu aproveitá-los. A melhor oportunidade saiu dos pés do zagueiro Otamendi, que emendou um belo voleio, tirando tinta do travessão. 

Gundogan, do Manchester City, disputa bola com rival do Bournemouth - Dylan Martinez/Reuters - Dylan Martinez/Reuters
Imagem: Dylan Martinez/Reuters

Gundogan substitui Fernandinho

Um dos principais nomes do time de Pep Guardiola, o volante brasileiro Fernandinho se recupera de lesão no músculo adutor da coxa esquerda e voltou a desfalcar a equipe. Dono do meio de campo dos ingleses, Fernandinho está acostumado a ser um elemento surpresa no ataque, além de municiar seus companheiros para gols. Sem o brasileiro, Guardiola optou pela entrada do alemão Gundogan, que, apesar de partida consistente, não conseguiu mostrar as características do brasileiro. 

Kun Aguero, atacante do Manchester City - Dylan Martinez/Reuters - Dylan Martinez/Reuters
Imagem: Dylan Martinez/Reuters

Artilheiro do Inglês, Aguero passa em branco 

Com 18 gols, Kun Aguero é o artilheiro do Campeonato Inglês. Neste sábado, no entanto, o atacante argentino não conseguiu mostrar seu 'faro de gol'. Com poucas oportunidades, Aguero não teve como se movimentar tanto, e, estático, foi bem marcado pelos rivais. Na melhor oportunidade, no segundo tempo, o atacante arriscou chute por cobertura de fora da área e viu a bola caprichosamente explodir no travessão.

Convocados por Tite, Jesus e Danilo começam no banco 

O lateral direito Danilo e o atacante Gabriel Jesus foram convocados pelo técnico Tite para a disputa de amistosos pela seleção brasileira. Neste sábado, os brasileiros não entraram em campo. Danilo ficou no banco como opção na lateral direita, e Gabriel Jesus, retornando de lesão, voltou a ser opção para Guardiola. No fim, o atacante brasileiro entrou no lugar de Aguero, mas com pouco tempo para atuar. 

Kevin De Bruyne e Pep Guariola - Dylan Martinez/Reuters - Dylan Martinez/Reuters
Imagem: Dylan Martinez/Reuters

De Bruyne fora preocupa Guardiola

Nos acréscimos do primeiro tempo, o belga Kevin De Bruyne foi substituído por Mahrez após cair no gramado e pedir para deixar o campo. Preocupados, comissão técnica e médicos do City rapidamente se movimentaram e colocaram De Bruyne no banco de reservas. 

Lukaku do Manchester United - Oli Scarff/AFP - Oli Scarff/AFP
Imagem: Oli Scarff/AFP

United tem vitória suada e assume a quarta colocação 

Partida mais emocionante da rodada 29 até aqui, Manchester United e Southampton fizeram um jogo de cinco gols no Old Trafford. Após sair atrás no placar, o United conseguiu a virada e venceu o rival por 3 a 2. 

Com a suada vitória, os Red Devils chegaram aos 58 pontos, ultrapassando o Arsenal e assumindo a quarta colocação. Agora, o United ocupa posição que garante vaga direta à Liga dos Campeões. Na próxima rodada, a equipe do técnico Solskjaer tem clássico contra o Arsenal, no domingo (10). 

Jogando em casa, o United saiu atrás no placar após golaço de Valery. Depois de desperdiçar boas chances, Solskjaer conversou com seus comandados no intervalo e os Red Devils voltaram à todo vapor na segunda etapa: gols de Andreas Pereira e Lukaku. Quando a partida parecia finalmente controlada, o Southampton empatou em cobrança de falta de Ward-Prowse. 

No fim, o brasileiro Fred descolou bom passe para o centroavante belga Lukaku, que chutou no canto e voltou a colocar o United na liderança do placar: 3 a 2. Antes do apito final, Pogba ainda teve tempo de desperdiçar cobrança de pênalti. 

Esporte