PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Auxiliar de Mano foi revelado no São Paulo e já viveu no Morumbi

Auxiliar de Mano voltará ao palco onde iniciou sua carreira como jogador de futebol - © Roberto Custódio/Light Press/Cruzeiro
Auxiliar de Mano voltará ao palco onde iniciou sua carreira como jogador de futebol Imagem: © Roberto Custódio/Light Press/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

17/11/2018 04h00

Com o prosseguimento do tratamento médico de Mano Menezes, Sidnei Lobo permanecerá como treinador momentâneo do Cruzeiro neste domingo, contra o São Paulo. Hoje aos 48 anos, o auxiliar estará à frente da equipe em um local que marcou sua vida. Ex-volante, Sidnei é cria das categorias de base do Tricolor e foi lá que deu seu primeiro passo na carreira como jogador, chegando a morar no Morumbi quando era jovem. Promovido por Telê Santana, ele também passou pelas mãos de Muricy Ramalho e fez parte do elenco que ficou conhecido como Expressinho, lembrado até hoje por conquistar a Copa Conmebol em 1994.

Sidnei é paulistano e foi revelado nas categorias de base do São Paulo. O ex-volante subiu para o time profissional no início dos anos 90 e passou a ser treinado por Telê Santana. Titular do time campeão paulista de 1991, ele estava no plantel que levantaria as taças do Brasileiro (1991), da Libertadores (1992 e 1993) e do Mundial Interclubes (1992 e 1993), além de também ter jogado no Expressinho que ganhou a Conmebol de 94, comandado por Muricy Ramalho. Pouco depois, deixou o clube e passou por Rio Branco-SP, Ponte Preta, Criciúma, Paraná, Fluminense, Atlético-PR, Araçatuba-SP, Juventude e Iraty-PR, seu último clube antes de se aposentar, no início dos anos 2000.

"Foram muitos anos defendendo o São Paulo, três nas categorias de base e mais cinco como profissional. Retornar é especial. Mas eu já fiz outros jogos como auxiliar e conseguimos grandes resultados. Claro que tem aquela emoção, mas deixaremos isso de lado no momento exato. O que vale é o reconhecimento. É mais um jogo importante para o Cruzeiro", comentou o auxiliar.

Ex-volante já morou em alojamento do Morumbi

Ainda jovem, Sidnei jogava futebol amador no bairro de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. Aos 18 anos, passou no teste do São Paulo e começou a morar no alojamento embaixo das arquibancadas do Morumbi. O mesmo local abrigaria mais tarde o futuro ídolo Rogério Ceni.

"Foram três anos morando ali embaixo da arquibancada. A base era lá. Momentos marcantes na minha vida e que até me emociona. Sou de São Paulo, mas morava na periferia. Sair de lá para ir morar no Morumbi aos 18 anos é uma coisa diferente. Sou muito grato por tudo que aconteceu lá, pela transformação na minha vida e na minha carreira como atleta. Foi uma carreira muito proveitosa", comentou.

Parceria de 15 anos com Mano e desejo de virar treinador

Sidnei Lobo - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

A parceria com Mano Menezes começou em 2003. Aos 34 anos, depois de ser comandado pelo treinador no Iraty, Sidnei foi convencido a pendurar as chuteiras e virar seu auxiliar. Desde então, já são 15 anos acompanhando o técnico, seja nos clubes por onde passou, na Seleção Brasileira ou nos trabalhos no exterior, como no Shandong Luneng, da China, em 2016.

Toda a bagagem adquirida ao longo dos anos, no entanto, desperta em Sidnei a vontade de um dia alcançar voos maiores. O auxiliar nunca escondeu seus planos de virar treinador e reafirma o sonho de colocar em prática os ensinamentos aprendidos com o professor.

"Com certeza. Tudo tem seu tempo. As coisas estão fluindo bem. O Mano é um treinador de ponta, de altíssimo nível. Estou aproveitando bem os ensinos, os caminhos, a trajetória que ele teve. A gente que está próximo vê como funciona a relação dele com a direção, com o torcedor. Está sendo um aprendizado, acredito que em um futuro bem próximo eu vire treinador", concluiu.

Futebol