PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca ajeitou defesa e bateu recorde histórico. Agora precisa arrumar ataque

Gabriel Barbosa é o único que vem balançando as redes no time santista - Thiago Ribeiro/AGIF
Gabriel Barbosa é o único que vem balançando as redes no time santista Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

18/09/2018 04h00

Cuca não precisou de muito tempo para ajeitar a defesa do Santos. Depois de sofrer seis gols nos cinco primeiros jogos com o técnico, o time alvinegro engatou uma sequência de oito partidas sem ser vazado e entrou para a história do clube, superando recorde que até então pertencia à equipe que ficou sete jogos sem levar gols em 1955. O setor ofensivo, porém, não tem acompanhado o mesmo ritmo e deve ter atenção especial do técnico nos próximos dias – o elenco volta aos treinos nesta terça (18) com mais uma semana livre pela frente.

No último domingo (16), no clássico contra o São Paulo, na Vila Belmiro, o ataque voltou a passar em branco. Foi assim em três dos últimos cinco jogos do Santos – o mesmo aconteceu diante do Grêmio, pelo Brasileiro, e contra o Independiente, no Pacaembu, pela Libertadores. Nos dois que o setor ofensivo funcionou, o time de Cuca encontrou pela frente defesas frágeis de times que atualmente se encontram na zona de descenso do Nacional: Vasco (36 gols sofridos) e Paraná (33).

No San-São, o Santos criou apenas duas chances claras de gol, sendo a melhor delas resultante de um erro do são-paulino Arboleda, que perdeu a bola para Rodrygo e viu o atacante desperdiçar cara a cara com Sidão. A outra aconteceu em jogada ensaiada na qual Gustavo Henrique ficou livre na área para marcar, mas dominou errado e não conseguiu finalizar.

Apesar da ausência de gols de seu time, Cuca gostou do que viu do Santos no clássico, especialmente na etapa inicial. "Acho que poderia ter sido uma vitória, principalmente pelo primeiro tempo, fantástico, controle do jogo, variação dos dois lados. Tivemos duas grandes oportunidades, a melhor do Rodrygo, e, em um clássico, você tem que aproveitar", disse.

Gabigoldependência?

Chama atenção também a dependência de Gabigol que o Santos tem tido nos últimos jogos. Artilheiro do Campeonato Brasileiro, Gabriel fez seis dos últimos sete gols do time de Cuca. A última partida que o Santos foi às redes sem precisar do atacante já faz um mês: 3 a 0 no Sport, com gols de Rodrygo, Sasha e Victor Ferraz. Ainda assim, vale ressaltar que, neste confronto, a arbitragem anulou um gol de Gabigol de forma equivocada, já que ele não estava impedido.

Para alívio de Cuca, o Santos terá a segunda semana livre para trabalhar desde a chegada do comandante. No que depender dos números do próximo adversário, o time da Baixada Santista terá um ideal teste para o seu ataque, uma vez que o Cruzeiro é o dono da quarta melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com 19 gols sofridos em 25 jogos. O jogo, válido pela 26ª rodada da competição nacional, acontece no domingo (23), às 19h (de Brasília), no Mineirão.

Veja os gols do Santos nos últimos dez jogos:

Santos 0 x 0 São Paulo
Paraná 0 x 2 Santos – Gabigol (2)
Santos 0 x 0 Grêmio
Vasco 0 x 3 Santos – Gabigol (3)
Santos 0 x 0 Independiente
Santos 2 x 0 Bahia – Gabigol e Derlis González
Independiente 0 x 0 Santos
Santos 3 x 0 Sport – Rodrygo, Sasha e Victor Ferraz *
Cruzeiro 1 x 2 Santos – Gabigol e Bruno Henrique
Atlético-MG 3 x 1 Santos – Gabigol

* Gabigol marcou, mas teve gol anulado de forma equivocada pela arbitragem

Futebol