PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Amistoso contra a Áustria reforça poder de Dunga na seleção

Bruno Thadeu

Do UOL, em Viena (Áustria)

18/11/2014 06h00

O episódio envolvendo Thiago Silva serviu para mostrar o quanto que a CBF confia em Dunga para o processo de renovação pós-Mundial. O amistoso da seleção brasileira desta terça-feira, às 16h (horário de Brasília), contra a Áustria, em Viena, mostrará um time com a cara de seu treinador: competitivo e colocando o coletivo como o “melhor jogador” da equipe.   

Histórias como as de Thiago Silva, que reclamou de ter perdido a titularidade e a faixa de capitão, virarão argumentos de Dunga para promover competitividade interna.

Ao elenco, o treinador usa sua vitória pessoal para reerguer a seleção devastada após os 7 a 1 na Copa do Mundo. Escorraçado em 1990 após a eliminação da seleção no Mundial da Itália, ele levantou a taça quatro anos depois, nos Estados Unidos, como capitão do time.

Substituto de Thiago Silva, Miranda simboliza o ideal de Dunga. O zagueiro não foi à Copa, evitou externar descontentamento por ter sido preterido por Felipão e apresenta alta eficiência quando lhe foi dada nova oportunidade no time.

Em cinco jogos com Dunga, a seleção venceu as cinco partidas, sem sofrer nenhum gol e anotando 12 gols. Miranda participou dos cinco jogos integralmente, liderando a zaga.

“Quanto mais instigar um jogador, mais teremos rendimento”, sintetiza o técnico.

Sem mudanças no time

Para a partida no estádio Ernst Happel, a seleção terá a mesma formação que goleou a Turquia por 4 a 0, na semana passada. Em sua volta à seleção, Dunga abdicou da figura do atacante fixo. Os companheiros de Neymar na frente precisam se movimentar intensamente. Foi assim em amistosos anteriores com Diego Tardelli.

Luiz Adriano será o mais avançado jogador contra a Áustria, tendo Neymar, Willian e Oscar como suporte.

A seleção da Áustria está empolgada, mas também cansada para o amistoso em casa. Os cerca de 50 mil ingressos foram vendidos em um dia.

A vitória no sábado contra a Rússia, 1 a 0, manteve os austríacos na liderança do grupo G das eliminatórias da Eurocopa. Mas o time reclama de desgaste e terá baixas para a apresentação contra o Brasil.

ÁUSTRIA X BRASIL

Data: 18 de novembro de 2014, terça-feira

Horário: 16h (horário de Brasília)

Local: estádio Ernst Happel, em Viena (Áustria)

Áustria

Robert Almer; Florian Klein, Aleksandar Dragovic, Martin Hinteregger e Christian Fuchs; Martin Harnik, Christoph Leitgeib, Stefan Ilsanker e Marko Arnautovic; Zlatko Junozovic e Rubin Okotie

Técnico: Marcel Koller

Brasil

Diego Alves; Danilo, David Luiz, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Luiz Gustavo, Willian e Oscar; Neymar e Luiz Adriano

Técnico: Dunga

Futebol