PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Olivetto faz defesa de 'Gorduchinha' como nome da bola da Copa em congresso de Parreira

Washington Olivetto foi a estrela no encerramento das palestras do Footecon no Rio - Greg Salibian/Folhapress
Washington Olivetto foi a estrela no encerramento das palestras do Footecon no Rio Imagem: Greg Salibian/Folhapress

Bruno Freitas e Pedro Ivo Almeida

No Rio de Janeiro

07/12/2011 19h21

A oitava edição do Footecon, congresso sobre futebol promovido por Carlos Alberto Parreira no Rio de Janeiro, foi encerrada nesta quarta-feira por uma palestra do publicitário Washington Olivetto a respeito do marketing no esporte. O chairman da agência da W/McCann encerrou sua participação com uma defesa da campanha pelo nome “Gorduchinha” para batizar a bola da Copa de 2014.

  • Agência Estado

    Locutor Osmar Santos inspira homenagem da campanha Gorduchinha pela bola de 2014

Lançada ao longo deste ano, a campanha “Gorduchinha” visa homenagear o locutor esportivo Osmar Santos, que deixou as cabines dos estádios na década de 90 após um grave acidente automobilístico, que deixaram sequelas cerebrais no ídolo do rádio. O nome faz referência à maneira com que o narrador tratava a bola em transmissões.

“A bola precisa simbolizar o sentimento nacional, e eu me engajei totalmente nessa campanha. Até gravei uma mensagem para a campanha da ‘Gorduchinha’ esses dias”, afirmou o publicitário no final de seu discurso no hotel Copacabana Palace.

“O ‘Gorduchinha’ só tem um defeito. O nome é muito difícil de ser pronunciado pelos estrangeiros. Mas eles se acostumaram com o Jabulani. Por que não”, acrescentou Olivetto na argumentação, citando a bola da Copa de 2010 na África do Sul.

Parreira quebrou o protocolo das palestras do Footecon e entrou no debate sobre o nome da bola para a Copa de 2014. O treinador afirmou que recentemente esteve na sede da Adidas [parceira oficial da Fifa] para uma pesquisa sobre o modelo para o Mundial do Brasil. O comandante do tetra revelou que fez uma sugestão para a marca esportiva.

“Eu dei a sugestão do nome ‘Samba’. Acho que a bola precisa representar a cultura do país, como Jabulani, Tango e Etrusco”, afirmou Parreira, relembrando nomes de modelos de Mundiais passados.

Olivetto afirmou que sua relação com o nome ‘Gorduchinha’ se deve à proximidade com Osmar Santos. “Sou suspeitíssimo nesse debate. Desde que ele narrou aquele gol do Basílio em 1977 sou muito ligado a ele”, declarou o publicitário, ilustre torcedor do Corinthians.

Na palestra no Rio de Janeiro, Washington Olivetto fez um apanhado de criações próprias ligadas ao esporte, falando da campanha para vender frango com o ex-goleiro Emerson Leão, entre outros projetos. O publicitário também discorreu a respeito de sua colaboração ideológica para o movimento dos anos 80 conhecido como “Democracia Corintiana”, em seu clube do coração.

Esporte