PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com paisagismo de Burle Marx , Ninho do Urubu vai ganhando nova forma

Operários observam o levantamento do módulo profissional: inauguração em 06/2012 - Alexandre Vidal/ Fla Imagem
Operários observam o levantamento do módulo profissional: inauguração em 06/2012 Imagem: Alexandre Vidal/ Fla Imagem

Vinicius Castro

No Rio de Janeiro

07/10/2011 07h10

Junho de 2012. Essa é a meta dos dirigentes do Flamengo para a inauguração do módulo de futebol profissional do CT Ninho do Urubu, localizado em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com as obras caminhando no andamento esperado, o acompanhamento sendo feito através de câmeras no site oficial do clube, além da subida da segunda laje, tudo caminha sem obstáculos para o cumprimento do prazo estipulado para o sonhado momento.

  • Alexandre Vidal/ Fla Imagem

    Um operário trabalha nas obras do Ninho do Urubu. O andamento empolga os dirigentes rubro-negros

  • Boa parte dos trabalhos de terraplanagem já foi concluído, mas os tratores seguem em atividade

  • Alexandre Vidal/ Fla Imagem

    Os torcedores podem acompanhar as obras através do site oficial do clube; transmissão em tempo real

Orçado em R$ 8,5 milhões, excluindo urbanização e mobília, o módulo profissional fica nos fundos do terreno e comportará uma estrutura de primeiro mundo para receber o time principal rubro-negro. Nesta semana, a diretoria aproveitou e fechou todo o projeto de paisagismo com o escritório Burle Marx. Apesar de o contrato ainda não ter sido assinado, o estudo da área já foi feito pelos especialistas. A ideia é vincular o nome do escritório ao Ninho do Urubu, além de um preço fixo pelo serviço.

No próximo dia 15, será iniciada a terraplanagem do campo 6, construído pela AmBev, e que terá tudo de mais moderno. O módulo profissional ainda contará com um campo reduzido apenas para o treinamento dos goleiros. Depois do dia 20, o muro dos tijolinhos começará lentamente a ser erguido.

O processo empolga os dirigentes rubro-negros. Alexandre Wrobel, vice-presidente de patrimônio, é cauteloso por natureza, mas reconhece os avanços.

“O andamento está correndo como previsto. Também aguardamos o término das obras na Estrada dos Bandeirantes para começarmos a urbanização. Mas logicamente a prioridade sempre vai ser o alojamento profissional. Esse campo de número 6 será um espetáculo. Irrigação eletrônica, grama moderníssima, bancos com encostos. Os jogadores terão tudo o que existe de melhor para o trabalho diário”, explicou o dirigente.

CONSELHO FISCAL RECOMENDA RENEGOCIAÇÃO DO MORRO DA VIÚVA

Em paralelo com a construção do Ninho do Urubu, a diretoria do Flamengo trabalha no processo de concessão da sede do Morro da Viúva para a empresa EBX, de Eike Batista. O Conselho Diretor finalizou as propostas, mas o Conselho Fiscal emitiu parecer orientando a renegociação de algumas cláusulas do contrato.

Neste momento, as partes estudam mudanças no documento que envolve a transformação do prédio residencial em hotel de luxo. Pela concessão de 25 anos, a EBX deve pagar inicialmente R$ 18 milhões, com um aporte sendo utilizado nas obras do CT. O clube ainda teria dois andares para a concentração na véspera de jogos e mais 1,5% do faturamento em forma de royalties a partir de 2013.

“É justamente isso o que está sendo discutido. Até o final de outubro queremos resolver a questão, aprovar nos conselhos e tocar o projeto. É mais um empreendimento importantíssimo para o Flamengo”, encerrou Alexandre Wrobel.

Esporte