PUBLICIDADE
Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


UOL de Primeira

Antes desafeto, agente de Oscar fez mais da metade das vendas do SP no ano

Oscar, então meia do SP; saída traumática fechou portar a agente, hoje parceiro - Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Oscar, então meia do SP; saída traumática fechou portar a agente, hoje parceiro Imagem: Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

19/07/2017 04h00

O São Paulo ganhou destaque nesta temporada com as vendas milionárias de jogadores para a Europa. Na maior parte das negociações, destaca-se a participação do empresário Giuliano Bertolucci. Um dos agentes mais influentes do mundo, ele esteve envolvido diretamente nas saídas de David Neres (Ajax, por R$ 40,8 milhões), Lyanco (Torino, por R$ 17,3 milhões), Luiz Araújo (Lille, por R$ 38,3 milhões) e Thiago Mendes (Lille, por R$ 33,9 milhões). No total, como o São Paulo não tinha todos os direitos econômicos dos atletas em questão, o clube pode ficar com até R$ 127,9 milhões destas negociações, mais da metade do arrecadado na temporada. Entre as principais negociações, ele só não esteve presente na saída de Maicon.

Chama a atenção o fato de o agente estar quase sempre envolvido. Até dezembro de 2015, ele era considerado persona non grata no São Paulo, que evitava a qualquer custa fazer negócios com ele. Bertolucci ganhou notoriedade no clube em 2009, quando Oscar, então agenciado por ele, entrou na Justiça para pedir rescisão e acabou fechando com o Internacional. Presidente à época, Juvenal Juvêncio apontou o empresário como responsável pelo desfecho. Como Giuliano é o principal empresário do país e a questão era centrada entre ele e o cartola, a situação mudou após a morte do dirigente, em dezembro de 2015. A reaproximação entre as partes aconteceu de maneira natural e ele passou a ser um dos mais fortes parceiros do clube. (por José Eduardo Martins)

São Paulo: Transparência e redução da dívida

A diretoria financeira do São Paulo está finalizando um estudo sobre as economias do clube com valores atualizados das dívidas bancária e fiscal. Há uma expectativa de redução do montante, já que houve melhora nas receitas com o novo patrocinador-máster e as vendas de jogadores. 

UOL de Primeira