PUBLICIDADE
Topo

Gaúcho - 2019

Torcida do Inter grita 'time sem vergonha' e ônibus é atingido por pedras

Ricardo Duarte/Internacional/divulgação
Imagem: Ricardo Duarte/Internacional/divulgação

Do UOL, em Porto Alegre

27/01/2019 20h44

A derrota por 2 a 0 para o São José-POA, neste domingo (27), gerou revolta em torcedores do Internacional. Um grupo protestou depois da partida gritando 'time sem vergonha' e na saída do estádio Passo D'Areia, segundo a Rádio Bandeirantes de Porto Alegre, houve arremesso de pedras ao ônibus que leva jogadores e comissão técnica. Seguranças do clube precisaram agir para controlar a situação.

São José-POA e Inter se enfrentaram pela terceira rodada do Gauchão. Com apenas três titulares em campo, o time colorado fez jogo apático em gramado sintético que teve 61 graus antes da bola rolar.

Durante a partida, a equipe da casa foi superior. Logo após o apito final, um grupo pequeno de torcedores se aproximou da entrada do vestiário visitante do estádio e bradou contra o elenco. "Vergonha! Vergonha! Vergonha! Time sem vergonha!", gritaram. A Brigada Militar foi acionada e afastou o público do alambrado. Os protestantes estavam sem camisa ou trajando roupa sem identificação com o Inter. A cena é reflexo da punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que impede a dupla Gre-Nal de contar com público por três partidas.

Os colorados à paisana no Passo D'Areia aguardaram a saída da delegação. No portão usado para deixar o estádio, Odair Hellmann e Rodrigo Caetano foram hostilizados. E o ônibus do clube, com jogadores e estafe, foi alvejado por pedras. O lado direito do coletivo acabou sendo avariado e seguranças do Internacional correram para impedir novos arremessos.

Consultada, a assessoria do Internacional afirmou que não houve dano ao ônibus do clube.

O Inter volta a campo na quarta-feira, contra o Veranópolis, fora de casa. No dia 4 de fevereiro, recebe o Brasil de Pelotas na quinta rodada do Campeonato Gaúcho.